Geral
publicado em 25/10/2011 às 16h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Consumo de café está associado com diminuição do risco de carcinoma basocelular (BCC). É o que aponta estudo prospectivo que examinou os riscos de carcinoma basocelular (BCC), de carcinoma de células escamosas e de melanoma em conexão com o consumo da bebida. O efeito benéfico do café só foi identificado somente na diminuição do risco de BCC.

"Dado os quase um milhão de novos casos diagnosticados a cada ano nos Estados Unidos, os fatores dietéticos diários, mesmo com pequenos efeitos protetores podem ter um grande impacto sobre a saúde pública. Nosso estudo indicou que o consumo de café pode ser uma opção importante para ajudar a prevenir o BCC", disse o pesquisador do departamento de dermatologia do Brigham and Women's Hospital, Fengju Song.

Os dados foram retirados do Nurses' Health Study (Brigham and Women's Hospital) e do Health Professionals Follow-Up Study (Harvard School of Public Health). No Nurses' Health Study, 72.921 participantes foram acompanhados de junho de 1984 a junho de 2008. No Health Professionals Follow-Up Study, 39.976 participantes foram seguidos de junho de 1986 a junho de 2008.

Os pesquisadores relataram 25.480 casos incidentes de câncer de pele. Destes, 22.786 foram BCC, 1.953 foram SCC, e 741 foram melanoma.

Song e colegas relataram que as mulheres que consumiram mais de três xícaras de café por dia tinham uma redução de 20% no risco de BCC, e os homens que consumiam mais de três xícaras por dia tinham uma redução de risco de 9% em comparação com as pessoas que consumiam menos de um copo por mês.

A quantidade de consumo de café foi inversamente associada ao risco de BCC. Aqueles no quintil mais alto tinham o menor risco, com uma redução de 18% para as mulheres e uma redução de 13% para os homens.

Song e seus colegas ficaram surpresos com a ligação inversa somente nos casos de BCC. Estudos em animais sugeriram uma associação entre a ingestão de café e o risco de câncer de pele, mas estudos epidemiológicos não mostraram conclusivamente os mesmos resultados, eles disseram. "Estudos cm ratos têm mostrado que a cafeína oral ou tópica promove a eliminação de queratinócitos UV-danificados por meio de apoptose (morte celular programada) e reduz acentuadamente o desenvolvimento de SCC subsequente. No entanto, em nossa análise de coorte, não encontramos qualquer associação inversa entre o consumo de café e o risco de SCC", afirmou Song.

Song disse que estudos adicionais especificamente direcionados para a associação entre o consumo de café e o BCC e o mecanismo subjacente a esta associação estão garantidos.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Café    Carcinoma basocelular    Carcinoma de células escamosas    Melanoma    Apoptose   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
café    carcinoma basocelular    carcinoma de células escamosas    melanoma    apoptose   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.