Ciência e Tecnologia
publicado em 22/10/2011 às 13h45:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

A maternidade associa-se com a aquisição de uma série de novos comportamentos que podem ser desenvolvidos, pelo menos em parte, devido a alterações no funcionamento do cérebro.

A presente pesquisa fornece uma revelação intrigante sobre como as mudanças neurais associadas com a integração de odores e sons estão por detrás da habilidade de uma mãe para reconhecer e responder quando os filhos a chamam desesperados ou aflitos.

"Sabemos que mudanças cerebrais distintas estão ligadas à maternidade, mas o impacto destas mudanças sobre o processamento sensorial e a emergência dos comportamentos maternos ainda é muito desconhecido. Nos ratos, as pistas olfatórias e auditivas desempenham um papel importante na comunicação entre a mãe e os filhotes. Assim, colocamos a hipótese de que pode haver alguma interação entre o processamento olfatório e auditório para que o odor dos filhotes possa modular a maneira com que os chamados dos filhotes são processados no cérebro da mãe", disse Adi Mizrahi, da Hebrew University of Jerusalem.

Mizrahi e seus colegas examinaram se o córtex auditivo primário, a região cerebral que está envolvida no reconhecimento dos sons, pode servir como uma região de processamento precoce para a integração entre os odores dos filhotes e seus chamados. O córtex auditivo primário é um lugar conhecido pela plasticidade neuronal, o que significa que ele sofre alterações estruturais e funcionais em resposta aos estímulos sensoriais do ambiente.

No estudo, os pesquisadores expuseram ratos ingênuos (que nunca haviam sido submetidos a experimentos) que nunca haviam interagido com filhotes, ratos ingênuos que interagiram com filhotes e ratas que estavam amamentando aos odores das crias e monitoraram tanto a atividade espontânea quanto a atividade evocada pelo som nos neurônios no córtex auditivo. Os odores desencadearam mudanças dramáticas no processamento auditivo apenas nas fêmeas que tinham interagido com filhotes, e as mães lactantes foram as mais sensíveis aos sons dos filhotes. A integração auditiva-olfativa apareceu nas mães lactantes logo após terem dado à luz e teve um efeito particularmente forte na detecção das chamadas de socorro dos filhotes.

Tomados em conjunto, os resultados sugerem que a maternidade associa-se a uma forma não descrita anteriormente de processamento multi-sensorial no córtex auditivo. "Nós mostramos que a maternidade associa-se a um aparecimento rápido e robusto da integração auditiva-olfativa no córtex auditivo primário ocorrendo juntamente com a plasticidade de estímulo específico para as chamadas de socorro dos filhotes. Estes processos ajudam a explicar como as mudanças nas redes neocorticais facilitam a detecção eficiente dos filhotes por suas mães", concluiu Mizrahi.

Fonte: HEBREW UNIVERSITY JERUSALEM
   Palavras-chave:   Maternidade    Comportamento    Emergência    Odor    Filhote    Plasticidade neuronal    Cérebro da mãe   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
maternidade    comportamento    emergência    odor    filhote    plasticidade neuronal    cérebro da mãe   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.