Ciência e Tecnologia
publicado em 23/10/2011 às 09h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Dana Rogers/UK College
Foto: Dana Rogers/UK College
Estudos transversais, longitudinais, de amostragem de experiências e experimentais foram conduzidos com mais de 900 estudantes universitários Professor Nathan DeWall, líder da pesquisa
  « Anterior
Próxima »  
Estudos transversais, longitudinais, de amostragem de experiências e experimentais foram conduzidos com mais de 900 estudantes universitários
Professor Nathan DeWall, líder da pesquisa

As pessoas gratas não são somente mais gentis, mas, de acordo com o professor de psicologia da Faculdade de Artes e Ciências da University of Kentucky, nos Estados Unidos, Nathan DeWall, elas também são menos agressivas.

DeWall prova a afirmação com cinco estudos sobre a gratidão como um traço ou como um estado de espírito passageiro, descobrindo que agradecer diminui a agressão diária, os sentimentos feridos e a sensibilidade geral.

"Se você se relembra das coisas pelas quais é grato, você é mais propenso a ter empatia com as outras pessoas. As pessoas mais empáticas são menos agressivas", disse DeWall.

A gratidão motiva as pessoas a expressar sensibilidade e preocupação para com os outros e estimula o comportamento pró-social. Apesar de a gratidão aumentar o bem-estar mental, não se sabia se ela diminuía a agressividade.

DeWall e seus colegas conduziram estudos transversais, longitudinais, de amostragem de experiências e experimentais com mais de 900 estudantes universitários para mostrar que a gratidão está relacionada com a redução da agressão.

"Tentamos triangular sobre este fenômeno de tantas maneiras diferentes quanto pudemos", disse DeWall, que testou os efeitos da gratidão dentro e fora do laboratório.

O estudo liga a gratidão a um 'coração não-violento', com aqueles que são menos inclinados à agressão.

Sobretudo, houve um "apoio convergindo para a hipótese de que a gratidão é um antídoto contra a agressão. Nós sabemos que pessoas agradecidas são pessoas boas. Mas este é o primeiro estudo a realmente mostrar que elas não são muito agressivas também", disse DeWall. A relação mostrou-se consistente mesmo depois de se controlar para as emoções positivas de forma geral. No entanto, você não tem de ser uma pessoa agradecida naturalmente para obter estes efeitos. Uma atividade tão básica quanto escrever uma carta ou de relembrar mentalmente as coisas pelas quais você é grato pode ser o suficiente para diminuir a agressividade.

"Dê um passo para trás e confira o que você tem. Não gaste o tempo todo sendo grato, mas fazer isso uma vez por semana definitivamente melhora o seu bem-estar através do tempo. E se você tiver más notícias, você terá um 'antídoto' que o protegerá", disse DeWall.

As descobertas de DeWall têm amplas aplicações e podem informar as intervenções destinadas a reduzir a agressão interpessoal e a raiva.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Gratidão    Gentileza    Agressividade    Empatia    Simpatia   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
gratidão    gentileza    agressividade    empatia    simpatia   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.