Profissão Saúde
publicado em 20/10/2011 às 18h19:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Global Health
Thomas R. Frieden, diretor do Centers for Disease Control and Prevention
  « Anterior
Próxima »  
Thomas R. Frieden, diretor do Centers for Disease Control and Prevention

A adoção medidas preventivas por parte dos profissionais de saúde foram fundamentais para reduzir os índices de quatro infecções comuns nas unidades de saúde dos Estados Unidos em 2010, de acordo com o Centro para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC). A mudança de atitude pode ser percebida, por exemplo, no uso de técnicas apropriadas para inserir os cateteres venosos centrais nos pacientes, que teve mais de 94% de adesão. Duas infecções adicionais estão sendo rastreadas no momento - as infecções sanguíneas por Clostridium difficile e MRSA - e os dados estarão disponíveis no próximo ano.

"Os hospitais continuam a fazer progressos notáveis na diminuição de certas infecções nas unidades de terapia intensiva através da implementação de estratégias de prevenção do CDC. Os hospitais e departamentos estaduais de saúde necessitam traduzir esse progresso para outras áreas de prestação de cuidados de saúde e de infecções de saúde, tais como diálise e centros de cirurgia ambulatorial e infecções diarreicas, tais como o Clostridium difficile", disse o diretor do CDC, Thomas R. Frieden.

Os dados foram submetidos pelos hospitais à Rede Nacional de Segurança da Saúde, o sistema de monitoração das infecções relacionadas ao cuidado da saúde. O número de infecções relatado comparava-se à base nacional. Todas as infecções relatadas têm metas nacionais de prevenção definidas no plano de ação para a prevenção de infecções associadas aos cuidados de saúde, do departamento de saúde e de serviços humanos, que pode ser acessado neste link.

O CDC relatou que em 2010:

· Houve uma redução de 33% nas infecções do fluxo sanguíneo relacionadas ao catéter venoso central: 35% de redução entre os pacientes críticos e 26% entre os pacientes não-críticos. O catéter venoso central é um tubo que é colocado em uma veia grande do pescoço do paciente para a aplicação de tratamentos médicos importantes. Quando ele não é colocado corretamente ou não é mantido limpo, pode se tornar uma 'via expressa' para os germes entrarem no corpo e causarem infecções sanguíneas graves;

· Redução de 7% nas infecções do trato urinário associadas ao catéter nos hospitais;

· Redução de 10% nos locais cirúrgicos;

· Redução de 18% no número de pessoas desenvolvendo infecções por Staphylococcus aureus invasivo resistente à meticilina (MRSA) associadas aos cuidados de saúde.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
unidades de terapia intensiva    estratégias de prevenção    infecções da corrente sanguínea    Staphylococcus aureus    catéter venoso central   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.