Ciência e Tecnologia
publicado em 19/10/2011 às 08h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: NJIT
Foto: NJIT
Mesut Sahin, líder do estudo Em cima da moeda dispositivo semicondutor, que é implantado na medula espinhal
  « Anterior
Próxima »  
Mesut Sahin, líder do estudo
Em cima da moeda dispositivo semicondutor, que é implantado na medula espinhal

Projeto do departamento de engenharia biomédica do New Jersey Institute of Technology, nos Estados Unidos, trabalha no desenvolvimento de um estimuladores micro-elétricos que tem por objetivo potencializar o tratamento de indivíduos com danos na medula espinhal.

O trabalho, que está em seu terceiro ano, resultou no desenvolvimento e na testagem de uma tecnologia conhecida pelo seu acrônimo, FLAMES (floating light activated micro-electrical stimulators, que significa 'estimuladores micro-elétricos ativados por luz flutuante'). A tecnologia, um dispositivo semi-condutor de pequeno porte, tem potencial para permitir que pessoas com lesões na medula espinhal restaurem algumas das funções motoras que foram perdidas.

Energizado por um feixe de luz infravermelha, por meio de uma fibra óptica localizada do lado externo da medula espinhal, estes micro-estimuladores são capazes de ativar os nervos na medula espinhal abaixo do ponto de lesão e, assim, permitir o uso dos músculos que estavam paralisados anteriormente.

"A potência necessária para gerar um movimento limiar do braço foi pesquisada enquanto a fonte de laser foi afastada do micro-estimulador. Os resultados indicam que a densidade de fótons não diminui substancialmente com os deslocamentos horizontais da fonte que estão na mesma ordem que o raio do feixe. Isso dá confiança de que o limiar de estimulação pode não ser muito sensível a pequenos deslocamentos da medula espinhal em relação à fonte de potência óptica montada na coluna", diz o professor do departamento de engenharia biomédica do New Jersey Institute of Technology e líder do projeto Mesut Sahin.

O FLAMES é um dispositivo semi-condutor que é controlado de forma remota por uma fibra óptica conectada a um laser de infravermelho próximo de baixa potência. O dispositivo é implantado na medula espinhal e depois permite-se que ele flutue no tecido. Não há fios conectados. O paciente pressiona um botão na unidade externa para ativar o laser e o laser então ativa o dispositivo FLAMES.

"O único aspecto do projeto é que os estimuladores implantados são muito pequenos, em escala de sub-milímetros. Um benefício essencial é que, como o o dispositivo é sem fio, as conexões não podem deteriorar-se com o tempo e, além disso, o implante causa uma reação mínima no tecido, ao contrário dos dispositivos semelhantes que possuem fios", observa Sahin.

A ativação elétrica do sistema nervoso central e periférico foi pesquisada para o tratamento de distúrbios neurais por muitas décadas e vários dispositivos já alcançaram a fase clínica com sucesso, como os implantes cocleares e o tratamento da dor por meio da estimulação da medula espinhal. Outros já estão a caminho, como a micro-estimulação da medula espinhal para restaurar a locomoção, a micro-estimulação do núcleo coclear, do mesencéfalo ou do córtex auditivo para restaurar melhor a audição e a estimulação do córtex visual nos indivíduos cegos. Todos estes dispositivos têm fios, ao contrário do FLAMES, que não os tem.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
sem fio    medula espinhal    micro-estimuladores    FLAMES    laser infravermelho próximo    ativação elétrica   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.