Ciência e Tecnologia
publicado em 17/10/2011 às 14h36:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Stephen Baker/Wellcome Trust
Foto: Stephen Baker/Wellcome Trust
Estudo mostra que pessoas que vivem perto de bicas de água e em locais mais baixos são mais prováveis de contrair a doença. Na foto, uma bica de água localizada em Kathmandu, no Nepal. Mapas do Google Earth do local de estudo mostram a localização das residências com infecções confirmadas
  « Anterior
Próxima »  
Estudo mostra que pessoas que vivem perto de bicas de água e em locais mais baixos são mais prováveis de contrair a doença. Na foto, uma bica de água localizada em Kathmandu, no Nepal.
Mapas do Google Earth do local de estudo mostram a localização das residências com infecções confirmadas

Mapas do aplicativo Google Earth permite que cientistas realizem, com precisão, o mapeamento do surto de febre tifóide no Nepal.

Utilizando em conjunto o sequenciamento genético e o sistema de posicionamento global (GPS), pesquisadores da Oxford University Clinical Research Units em Kathmandu, no Nepal, estão conseguindo rastrear a origem da doença e mapear sua progressão pelo país asiático.

A febre tifóide é causada por duas bactérias, Salmonella typhi e Salmonella paratyphi. Ambas são encontradas em Kathmandu e se espalham através da água e alimentos contaminados com fezes. Sintomas da doença incluem febre, dor abdominal e vômitos.

Os recentes avanços no sequenciamento genético têm permitido aos cientistas acompanhar com precisão a propagação de algumas doenças através da medição de mutações no DNA do patógeno quando o DNA duplica. No entanto, o rastreio da propagação da febre tifóide se torna desafiador já que essas mutações são pequenas em número e não detectáveis pela maioria das técnicas em uso.

Em Kathmandu, o rastreamento da doença também é agravado porque o país não adota nomes para as ruas. Assim capturar os endereços dos casos notificados e mapear os focos com precisão, é um desafio.

Na nova pesquisa publicada na revista Biology Open, os cientistas revelaram uma maneira de mapear com precisão surtos de febre tifóide da cidade combinando a tecnologia de sequenciamento genético, sinalização GPS e mapas e dados do Google Earth. "Os avanços na tecnologia nos permitiram, pela primeira vez, criar precisos mapas geográficos e genéticos da disseminação da febre tifóide e relacioná-los com o local de origem", afirma o pesquisador Stephen Baker.

Para capturar as informações, os profissionais de saúde realizam visitas domiciliares a um paciente e usam o GPS para capturar a localização exata. Eles também colhem amostras do sangue para isolar o organismo e permitir a análise do genótipo da cepa tifóide. Esta genotipagem utiliza a tecnologia de sequenciamento para identificar alterações no DNA das bactérias.

Os pesquisadores descobriram extensa aglomeração de infecções tifóide em determinados locais. O estudo mostrou que pessoas que vivem perto de bicas de água e em locais mais baixos são mais prováveis de contrair a doença.

A pesquisa também trouxe luz sobre o papel dos portadores assintomáticos na disseminação da febre tifóide. Como estes portadores não apresentam sintomas, eles na maioria das vezes não têm conhecimento da infecção e podem disseminar a doença.

Segundo os pesquisadores, melhorias em infra-estrutura são fundamentais para o controle e eliminação da febre tifóide. Má qualidade da água e das condições sanitárias significa que os organismos vão persistir na comunidade por muito tempo após o período de imunidad e oferecido pela vacina atual. "Sem integração de melhoramentos na infra-estrutura junto com outras medidas de controle, tais como diagnóstico, tratamento e vacinação, é improvável que a febre tifóide pode ser adequadamente controlada em lugares como a Kathmandu em longo prazo", afirmaram eles.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Febre tifóide    Google Earth    sequenciamento genético    GPS    Nepal    Oxford University Clinical Research Units    Stephen Baker   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.