Ciência e Tecnologia
publicado em 13/10/2011 às 11h55:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Médicos do University of Miami Hospital, nos Estados Unidos, removeram, com sucesso, o tumor cerebral de um paciente mantido acordado durante o procedimento.

O método permitiu que os médicos monitorassem as áreas cerebrais a fim de evitar prejudicar a fala do paciente.

A cirurgia, realizada em Ray Beccaria, de 64 anos, retirou um glioblastoma crescente no lóbulo temporal esquerdo do cérebro, que controla a fala.

Segundo o líder da equipe, Ricardo Komotar, em função da localização do tumor, manter o paciente acordado permitiu remover o máximo possível do tumor, evitando áreas críticas.

No caso de Beccaria, o tumor estava localizado perto da área crítica relacionada à fala, assim, enquanto Komotar aplicou uma leve corrente elétrica na superfície do cérebro exposto do paciente, o professor assistente de neurologia Bruno V. Gallo conversou com Beccaria sobre assuntos do dia a dia. Quando a estimulação afetou o discurso do paciente, Komotar sabia que deveria evitar cortes nessa área específica.

Descrevendo a sala de operação a repórteres e câmeras de TV apenas 13 dias depois do procedimento, Beccaria falou detalhou como podia sentir a pressão, mas não sentiu nenhum desconforto. "Não há dor, mas eu podia ver todas as ferramentas e o que eles estavam fazendo. Foi incrível", afirma o paciente.

Para manter esse equilíbrio delicado entre estar acordado e não sentir nenhuma dor, os pesquisadores desenvolveram um relacionamento craniotomio acordado com os pacientes conforme eles são conduzidos para a cirurgia totalmente despertos. Eles administraram um sedativo a Beccaria antes de Komotar realizar a primeira incisão para remover o osso, e depois outra medicação administrada para acordá-lo. "Nós ajustamos os níveis de medicação para ter certeza que é seguro e confortável durante todo o tempo", explica o anestesiologista Thomas Fuhrman.

De acordo com a equipe, a comunicação constante entre a equipe cirúrgica, o paciente e os médicos já permitiu que esta mesma equipe removesse tumores localizados perto da região motora, preservando a capacidade de outros pacientes de se moverem.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
tumor cerebral    paciente acordado    cirurgia cerebral    University of Miami Hospital    Ricardo Komotar   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.