Geral
publicado em 11/10/2011 às 15h17:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Cientistas do Centro de Pesquisas Científicas (CNRS), na França, descobriram o maior vírus já conhecido.

Nomeado de Megavirus chilensis, ele é encontrado na costa do Chile e é de 10 a 20 vezes maior do que a média e bate o recorde do Mimivírus, visto em uma torre de resfriamento de água no Reino Unido em 1992.

Os resultados de estudos iniciais mostram que o Megavirus, que mede cerca de 0,7 micrômetros de diâmetro, infecta apenas as amebas, organismos unicelulares que flutuam livremente no mar.

Segundo os pesquisadores, o novo vírus chega a ser maior do que algumas bactérias. "Você não precisa de um microscópio eletrônico para vê-lo, você pode vê-lo com um microscópio de luz comum", disse o professor Jean-Michel Claverie, da Aix-Marseille University, à agência de notícias BBC News.

Os vírus não podem copiar a si mesmos, eles precisam invadir uma célula hospedeira se deseja replicar. Como o Mimivírus, o Megavirus tem estruturas como capilares, ou fibras, no exterior da sua concha, ou capsídeo, que provavelmente atraem amebas que os confundem com bactérias com características semelhantes.

Um estudo do DNA do vírus gigante mostra que ele tem mais de mil genes, instruções bioquímicas que ele usa para construir os sistemas de que necessita para se replicar uma vez dentro de seu hospedeiro.

Nos experimentos de laboratório conduzidos pelo professor Claverie e colegas, em que eles infectaram amebas de água doce, o Megavirus construíram grandes organelas trojan, que iriam produzir novos vírus para infectar outras amebas. "Tudo é iniciado a partir de uma única partícula, e depois cresce para se tornar esta fábrica de virion. É por isso que ele precisa de todos esses genes", explica Claverie.

Megavirus foi encontrado fora da costa de Las Cruces, região central do Chile. Foi recuperado como parte de uma rede de arrasto geral no oceano para estudos biológicos específicos. "Esta é uma nova maneira de estudar virologia. Antes, nós só descobríamos vírus porque eles causavam doença em humanos, animais e plantas. Mas agora estamos iniciando o que poderia ser chamado de virologia ambiental e estamos à procura de vírus em todos os lugares", diz Claverie.

Segundo o pesquisador, o megavirus não apresentou indícios de que é perigoso para os seres humanos.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Vírus    Maior vírus    Megavirus chilensis    Centro de Pesquisas Científicas    CNRS    Jean-Michel Claverie   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
vírus    maior vírus    Megavirus chilensis    Centro de Pesquisas Científicas    CNRS    Jean-Michel Claverie   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.