Geral
publicado em 01/10/2011 às 15h57:00
   Dê o seu voto:

EFE  
tamanho da letra
A-
A+
Foto: EFE
Medicamentos que estavam sendo negociados pela Internet, alvo da operação Pangea IV, da Interpol
  « Anterior
Próxima »  
Medicamentos que estavam sendo negociados pela Internet, alvo da operação Pangea IV, da Interpol

Ao menos 55 pessoas foram detidas ou estão sob investigação em uma operação realizada em 81 países coordenada pela Interpol de repressão ao tráfico de remédios falsos pela internet, o que levou à apreensão de mercadoria avaliadas em US$ 6,3 milhões.

A operação, chamada de Pangea IV, ocorreu entre os dias 20 e 27 de setembro e levou ao fechamento de 13,5 mil sites que negociavam produtos farmacêuticos piratas, detalhou a Interpol em comunicado.

Foram apreendidos 8 mil pacotes em 48 países com 2,4 milhões cápsulas e comprimidos de antibióticos, esteróides, tratamentos contra o câncer, depressão, epilepsia, além de suplementos alimentares e remédios para emagrecer.

"Os países-membros da Interpol e seus parceiros mostraram com o êxito da operação Pangea IV que a internet não é um paraíso de anonimato seguro para os criminosos que traficam com remédios ilícitos", ressaltou o secretário-geral da agência policial internacional, Ronald Nobre.

Coordenada pela Interpol a partir de seu quartel-general na cidade francesa de Lyon, Pangea IV teve apoio do grupo de trabalho internacional contra a falsificação de remédios e de policiais, agentes alfandegários e agências reguladoras nacionais, que também recorreram em seu trabalho aos servidores de internet, provedores de serviços de pagamento online e distribuidores.

Seu objetivo era desativar redes delitivas e atividades ligadas à comercialização online de remédios falsificados - como fraudes no uso de cartões de crédito - diante dos riscos à saúde que todo isso acarreta.

Seus três centros de ação foram os servidores de internet, o sistema de pagamento eletrônico e o sistema de distribuição.

Nobre destacou que o principal objetivo da operação era acabar com a atividade dos sites ilegais especializados no negócio farmacêutico e, ainda, identificar os caminhos do dinheiro movimentado por essas quadrilhas, que representam "um risco para a saúde pública".

"Não podemos deter o abastecimento ilícito de remédios sem um esforço internacional consistente, coletivo e constante que envolva todos os setores", advertiu o secretário-geral.

A esse respeito, comentou que a ação só foi possível graças à intervenção de 165 agências e a troca de informações em tempo real através da sede de Interpol em Lyon.

O responsável da agência policial pediu aos cidadãos que prestem mais atenção quando comprarem remédios pela internet.

Fonte: EFE
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Interpol    tráfico de remédios pela internet    Pangea IV    remédios falsos    medicamentos falsos    Ronald Nobre   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.