Saúde Pública
publicado em 01/10/2011 às 10h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Os portadores do diabetes vivem com um perigo constante: o chamado " pé diabético" . De acordo com dados do Ministério da Saúde, essa espécie de úlcera, que ataca os pés de quem sofre com o diabetes, responde por 70% das amputações de membros inferiores.

No Piauí o problema vem gerando preocupação. Embora os números oficiais não estejam disponíveis, a doença vem sendo tratada com atenção pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). A supervisora de Hipertensão e Diabetes da Sesapi, Gisela Brito explica que o alto nível de glicose no sangue pode causar lesões nos vasos sanguíneos e reduzir a chegada do sangue aos pés, o que acaba gerando o " pé diabético" . " Essa redução pode enfraquecer a pele, contribuindo para o aparecimento de feridas e dificultando a cicatrização, tendo, assim, que optar pela amputação" , enfatiza Gisela.

A supervisora afirma que o " pé diabético" pode ser prevenido com a realização de exames para o controle da glicose no sangue. Para quem tem diabetes tipo 1, a avaliação anual deve ser feita depois de cinco anos do recebimento do diagnóstico. Já para quem é portador do tipo 2, essa visita ao médico tem que acontecer um ano após saber da doença. Além disso, o paciente precisa tomar diversos cuidados, como sempre examinar os pés e observar se há alterações na pele ou deformidades.

" Ele deve evitar lesões nos pés, evitar andar descalço, deve manter os pés secos e limpos, deve aplicar loção hidratante para evitar que a pele fique seca e com rachaduras. Também deve tomar cuidado ao cortar as unhas e não estourar bolhas nos pés" , ressaltou.

O tratamento para o " pé diabético" vai ser escolhido de acordo com a gravidade das úlceras, podendo ser feito apenas com curativos e antibióticos. As amputações só ocorrem em situações extremamente graves de infecção que afetem o osso e o músculo.

A especialista afirma que na rede pública existem médicos e oficinas exclusivas para o tratamento da doença, levando aos pacientes um tratamento multidisciplinar, o que ajuda a reduzir os casos graves da doença. " Temos ainda 29 tutores em Educação para o cuidado em diabetes; isso reforça as oficinas que trabalham também um módulo exclusivo sobre o ' pé diabético' . Assim vamos levando a importância de prevenir essa doença numa parceria entre Estado e municípios" , finaliza a supervisora.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Diabetes    Pé diabético    Ministério da Saúde    úlcera    Amputações    Membros inferiores    Piauí   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
diabetes    pé diabético    Ministério da Saúde    úlcera    amputações    membros inferiores    Piauí   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.