Geral
publicado em 19/09/2011 às 11h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Pesquisa da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) analisou como é realizado o despejo de resíduos gerados em domicílios pelos portadores de diabetes mellitus usuários de insulina. A autora, Silvia Carla André, verificou que o material em geral é descartado de maneira inadequada e que é necessário repensar as estratégias de destinação. Este material analisado são os chamados resíduos de serviço de saúde (RSS), como seringas e frascos de insulina.

O objetivo era conhecer a realidade do manejo desses materiais, já que o fato de eles serem produzidos em casa não os livra de contaminações. Assim, o descuido com o manejo pode representar grande risco à saúde e ao meio ambiente. Como esperado pela enfermeira, os resultados alertam para a necessidade de um melhor planejamento da estratégia de descarte: os frascos de insulina são jogados no lixo comum pelos usuários, que não veem risco naquele tipo de material. Já os resíduos perfurocortantes (agulhas) devem ser colocados em garrafa PET e encaminhados para o posto de saúde, mas pouco mais da metade dos usuários entrevistados o fazem.

A pesquisadora utilizou para seu trabalho dados de 31 portadores de diabetes mellitus usuários de insulina, obtidos em uma Unidade de Saúde da Família de Ribeirão Preto. Por meio de estudos de prontuários, dos dados fornecidos pela unidade e de entrevistas pessoais, a enfermeira obteve as informações a respeito dos hábitos no despejo dos resíduos gerados por eles diariamente.

Orientação

Dos resultados encontrados, Silvia destaca que é alto o número de pacientes que não dá o fim adequado ao lixo produzido, mas que isso se dá basicamente pro falta de orientação. " Quando estes eram orientados pelos profissionais da unidade de saúde a respeito do descarte dos resíduos, eles faziam certo" , diz ela. E os números deixam isso evidente: dos entrevistados que declararam ter recebido algum tipo de orientação, menos de 4% despejavam seu resíduo de maneira inadequada. " Isso atenta para a necessidade da educação da equipe de saúde, para que ela realize a conscientização dos usuários de insulina."

Segundo Silvia, a própria legislação brasileira referente ao assunto não deixa claro sobre quais são os procedimentos a serem tomados no descarte domiciliar de RSS gerado por ações de autocuidado. Ela também se deparou com profissionais de saúde que desconheciam protocolos referentes. Para ter uma noção da gravidade do problema, o Brasil tem entre 5 e 6 milhões de portadores de diabetes, e a parcela dos usuários de insulina varia entre 20% e 25%. Ou seja, sem o manejo adequado, são aproximadamente 1 milhão de pessoas descartando, diariamente, seringas com o lixo comum.

Para a pesquisadora, os profissionais da saúde não podem se focar só na doença em si e precisam ter um olhar ampliado sobre a saúde. " Saúde não é só ausência de doença. O descarte inadequado é um problema ambiental e de saúde pública. Várias doenças podem ser contraídas por causa do despejo inadequado, tanto de resíduos perfurocortantes quanto biológicos" , completa.

Silvia acha fundamental despertar a necessidade de criação de políticas públicas na área de saúde ambiental, pois é um problema sério e que expõe a população a grandes riscos. Além disso, ela considera necessária a criação de novas propostas para elaboração de protocolos de manejo desses materiais, e propostas que envolvam toda a equipe da unidade, como o modelo proposto em sua dissertação.

O estudo de Silvia, intitulado Resíduos gerados em domicílios de indivíduos com diabetes mellitus, usuários de insulina, foi orientado pela professora Angela Maria Magosso Takayanagui.

Fonte: USP
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
resíduos    diabetes mellitus    insulina    seringas    frascos    descarte    resíduos de serviço de saúde    pesquisa    Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto    EERP    Silvia Carla André   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.