Geral
publicado em 18/09/2011 às 18h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Tomar probióticos parece fornecer a crianças e adultos um leve grau de proteção contra muitas infecções do trato respiratório superior (ITRS), incluindo o resfriado comum, de acordo com uma nova revisão sistemática. Pessoas que consomem probióticos são também menos prováveis de tomarem antibióticos em casos de infecção do trato respiratório superior, segundo a revisão.

Probióticos são alimentos fermentados como iogurte e iogurte de soja. As pessoas também muitas vezes tomam probióticos como suplementos. Os pesquisadores compararam a frequência de resfriados e outras infecções respiratórias em pessoas que consumiram probióticos e pessoas que tomaram placebos, encontrarando uma diferença estatisticamente significativa.

"A Intervenção Probióticos foi melhor do que o placebo na redução do número de episódios de infecções agudas do trato respiratório", disse o co-autor Qiukui Hao " Três dos 14 estudos incluídos em nossa análise também mostraram que probióticos podem reduzir a prescrição de antibióticos. "

Hao é um estudante de medicina na Universidade de Sichuan, na China, onde ele trabalha com pesquisas relacionadas ao chumbo.

Resfriados e outras infecções respiratórias superiores são o motivo mais comum para que as pessoas nos Estados Unidos procurem atendimento médico, dizem os cientistas. O americano médio tem de 2 a 6 resfriados por ano, que geralmente são leves infecções virais que são curadas depois de alguns dias.

Infecções respiratórias superiores incluem também a laringite, amigdalite e faringite, uma inflamação da faringe e a causa mais comum de uma garganta inflamada. Outras frequentes infecções respiratórias superiores são a sinusite aguda e otite média aguda. Os sintomas geralmente são congestão nasal, dor de garganta, rouquidão e tosse.

Os pesquisadores basearam suas conclusões em 14 estudos randomizados controlados que incluiram 3.451 participantes. Mais de dois terços dos participantes eram crianças. A idade média dos participantes foi de 40 anos. Os estudos foram realizados na Austrália, Chile, Croácia, Finlândia, Japão, Espanha, Suécia e Estados Unidos.

Probióticos incluem uma ampla variedade de microorganismos que vivem ativos, tais como bactérias do ácido láctico, também chamadas de lactobacilos e bifidobactérias. A revisão considerou qualquer probiótico, de um único tipo ou de múltiplos, em qualquer nível de dose por mais de sete dias.

Não houve diferença em quanto tempo durou uma infecção respiratória no grupo de probióticos comparado ao grupo que consumiu o placebo. Participantes que tomaram probióticos sofreram menos efeitos colaterais. Esses foram os sintomas principalmente gastrointestinais, como vômitos, flatulência e desconforto ou dor na região inferior intestinal. Quando se estuda todos os dados obtidos, os pesquisadores não encontraram diferenças significativas na ocorrência de efeitos secundários, como entre as pessoas que tomaram probióticos e as que receberam o placebo.

A revisão aparece na edição atual da Cochrane Library , uma publicação do The Cochrane Collaboration, uma organização internacional que avalia pesquisas médicas. Revisões sistemáticas tiram suas conclusões baseadas em evidências sobre a prática médica após considerar tanto o conteúdo quanto a qualidade dos experimentos médicos existentes em um tópico.

Em grego, a palavra "probióticos" significa "para a vida." Qiukui Hao disse que há mais de um século atrás, Elie Metchnikoff, um pesquisador Nobel Prize-winning em imunologia, publicou uma série de estudos que mostraram que a ingestão de micróbios produzidos pelo ácido lático - isto é, os probióticos - poderia ajudar a reparar tanto o trato respiratório e desordens digestivas.

No entanto, estudos mais recentes enfocando os efeitos de probióticos sobre as ITRS foram inconclusivos, disse Hao. "Com o consumo crescente de probióticos em alimentos fermentados ou como suplementos dietéticos, sentimos que a compreensão dos efeitos probióticos no tratamento dessas doenças e seus possíveis efeitos adversos em seres humanos."

Mohamed Mubasher, Ph.D., ex-professor associado de Bioestatística da Universidade do Texas, disse: "O que é interessante sobre esta pesquisa é o fato de que os probióticos, um produto natural, livre de substâncias químicas, e pode, potencialmente, aumentar e melhorar o sistema imunológico humano regulando a produção de bactérias benéficas no organismo. "

Mubasher disse que os autores desta revisão avaliaram competentemente os resultados dos 14 estudos que analisaram. No entanto, acrescentou que as amostras usadas nessas pesquisas eram insuficientes para sustentar as alegações de que ha uma significativa redução da duração de infecções respiratórias.

Ele também observou uma falha reconhecida pelos os autores: adultos idosos não foram incluídos entre os participantes do estudo. À medida que as pessoas envelhecem, seus sistemas imunológicos vão enfraquecendo. Adultos mais velhos podem se beneficiar de forma significativa a partir de melhorias no sistema imunológico, mesmo que leves, como as melhorias que os probióticos parecem oferecer aos mais jovens.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
probióticosm infecções trato respiratório    resfriado    iogurte    pesquisa    Universidade de Sichuan   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.