Ciência e Tecnologia
publicado em 15/09/2011 às 13h13:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Children Hospital of Philadelphia
Jordan S. Orange, líder do estudo
  « Anterior
Próxima »  
Jordan S. Orange, líder do estudo

Utilizando um novo microscópio de alta resolução que fornece imagens nítidas em escalas extremamente pequenas, cientistas obtiveram, pela primeira vez, imagens detahadas do sistema imunológico em ação. O microscópio de redução de emissão estimulada (STED) é capaz de mostrar como os grânulos dentro dos natural killers (NK) ou exterminadores naturais passam através de aberturas no esqueleto celular dinâmica para destruir seus alvos: as células tumorais e as células infectadas por vírus. Uma compreensão mais profunda destes eventos biológicos pode permitir que os cientistas desenvolvam tratamentos mais eficazes para doenças hereditárias que prejudicam o sistema imunológico.

"Esta nova tecnologia permite que os pesquisadores vejam elementos individuais anteriormente abaixo dos limites físicos da imagiologia com o uso da luz", disse Jordan S. Orange, o líder do estudo. Anteriormente, os microscópios não conseguiam distinguir objetos menores do que 200 nanômetros (um nanômetro é um milionésimo de milímetro). O microscópio STED usa um arranjo único de lasers e de fluorescência para criar imagens de estruturas finas, como filamentos de proteínas, menores do que 60 nanômetros.

Orange pesquisou a biologia das células NK na sinapse imunológica por muito tempo - o local no qual a célula NK se liga às suas células-alvo e libera grânulos repletos de moléculas que, quando lançadas, perfuram e matam a célula-alvo. Antes de serem liberados das células NK, estes grânulos devem passar por uma densa rede de filamentos feitos de uma proteína chamada actina F.

Anteriormente, pensava-se que a actina F estava ausente do centro da sinapse, onde os grânulos fundem-se com a superfície da célula. Com a microscopia de super-resolução, o novo estudo de células humanas vivas revela que a actina F permeia a sinapse, mas deixa aberturas grandes o suficiente para permitir a passagem de grânulos. "Ao mesmo tempo, a actina F parece estar interagindo dinamicamente com os grânulos para movê-los em direção a seus alvos", Orange acrescentou.

Orange comparou os filamentos de actina F aos trilhos de uma montanha russa, mas como se fosem trilhos que rapidamente se reorganizassem para guiar o carrinho através de um túnel estreito. Orange disse que mais estudos sobre o funcionamento das NKs investigarão os mecanismos que permitem que os grânulos líticos naveguem na sinapse imunológica. Ele acrescentou: "Quando entendermos melhor como este processo é regulado, vamos trabalhar para manipular as respostas imunológicas para tratar os distúrbios de imunodeficiência".

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Microscópio    Super resolução    Sistema imunológico    Emissão estimulada    Natural killers    Grânulos    Vírus   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
microscópio    super resolução    sistema imunológico    emissão estimulada    natural killers    grânulos    vírus   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.