Ciência e Tecnologia
publicado em 13/09/2011 às 12h38:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Science
Foto: University of Technology/Bart van Overbeeke
Estimulação por eletrodos permite parar os tremores em pessoas com Parkinson Ellen Brunenberg, líder da pesquisa
  « Anterior
Próxima »  
Estimulação por eletrodos permite parar os tremores em pessoas com Parkinson
Ellen Brunenberg, líder da pesquisa

Pesquisadores da Eindhoven University of Technology, na Holanda, desenvolveram método que auxilia na localização exata e precisa de onde devem ser posicionados os eletrodos utilizados na estimulação cerebral profunda de pacientes com Parkinson.

A líder da equipe, Ellen Brunenberg, e colegas encontraram uma forma de localizar o ' local mágico' usando ressonância magnética (MRI) para visualizar os caminhos no cérebro que levam a ele.

Na estimulação cerebral profunda, um eletrodo é introduzido no núcleo subtalâmico do cérebro do paciente, uma área do tamanho de uma castanha de caju. Estudos têm mostrado que os impulsos levam ao desaparecimento dos tremores. Mas muitas vezes há efeitos colaterais, que vão desde perda de memória e distúrbios de comportamento a depressão e susceptibilidade ao vício. Isto ocorre porque os impulsos estimulam não só a área motor do núcleo subtalâmico, mas também as áreas associadas com emoções e pensamento. Portanto, é importante posicionar o eletrodo com precisão, não apenas no núcleo subtalâmico em si, mas também na parte direita do mesmo.

A nova técnica permite a visualização não invasiva das diferentes áreas no núcleo subtalâmico através da tecnologia avançada de MRI. "É difícil observar a imagem do núcleo diretamente com ressonância magnética, porque ele é muito parecido com o tecido cerebral circundante. Mas como pudemos observar, se você retira as vilas e cidades de um mapa, você ainda pode ver onde elas devem estão localizadas, de acordo com o padrão das estradas", disse Brunenberg.

Por meio de algumas técnicas de alta complexidade, a pesquisadora pôde visualizar essas "estradas" no cérebro. "A ressonância magnética permite que façamos uma imagem das estruturas ao longo das quais as moléculas de água se movem através do cérebro, mostrando os caminhos das fibras de transporte através de diversas áreas. A partir das ligações entre o núcleo subtalâmico e áreas motoras em outras partes do cérebro podemos ver que parte do núcleo é a área motora", explicou.

Segundo os pesquisadores, esta pesquisa é um passo importante para um tratamento mais eficaz de doentes com Parkinson. A nova técnica deve, em um futuro próximo, tornar possível aos neurocirurgiões dizer, antes de uma operação, exatamente onde introduzir o eletrodo para um ótimo resultado com o mínimo de efeitos secundários possíveis. Mas antes que isso possa ser feito, eles ressaltam que deve haver primeiro uma pesquisa com pessoas com a doença. "Até agora nós trabalhamos com voluntários saudáveis. Mas um dos problemas com os pacientes de Parkinson é que ainda é mais difícil encontrar esse lugar exato" , observou Brunenberg.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Parkinson    estimulação cerebral    eletrodo    ressonância magnetica    nucleo subtalâmico    Eindhoven University of Technology    Ellen Brunenberg   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.