Ciência e Tecnologia
publicado em 03/09/2011 às 15h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Para atender em áreas remotas do mundo, médicos e enfermeiros precisam de equipamentos portáteis, versáteis e relativamente baratos. Pensando nisso, pesquisadores da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), nos Estados Unidos, desenvolveram um microscópio compacto que usa hologramas em vez de lentes. A equipe descreveu o novo dispositivo em um artigo publicado na revista Biomedical Optics Express da Optical Society (OSA).

O protótipo pesa tanto quanto uma banana e cabe na palma da mão. Além disso, os materiais usados para fazê-lo somam entre US $ 50 e US $ 100 dólares. O dispositivo possui um recurso " dois-em-um" : um modo de transmissão que pode ser usado para sondar volumes relativamente grandes de sangue ou água, e um modo de reflexão que torna possível a visualização de amostras mais densas opacas. A resolução espacial para ambos os modos é inferior a dois micrômetros - comparável à obtida por microscópios mais volumosos.

"Esta é a primeira demonstração de que uma versão portátil e de baixo custo de um microscópio pode ter dois modos de resolução de imagem. Com um simples treinamento, os médicos poderão usar estes dispositivos para melhorar os cuidados de saúde em áreas remotas, com pouco acesso a equipamentos de diagnóstico", disse o professor de engenharia elétrica e bioengenharia e autor do artigo, Aydogan Ozcan, da Universidade da Califórnia.

O microscópio portátil poderia ajudar a garantir a qualidade da água, de exames de sangue, e até mesmo ser usado para o monitoramento de sêmen em animais em fazendas de pecuária. Também poderia ser útil em situações críticas de saúde pública, como o recente surto de E. coli na Europa. "É uma tarefa muito desafiadora detectar E. coli em baixas concentrações em água e alimentos. Este microscópio poderia ser usado em controles de qualidade da água ou de alimentos, ou talvez na detecção de patógenos no sangue", prevê Ozcan.

Parte do sucesso do dispositivo é o benefício trazido aos pesquisadores, que se livrarão de um microscópio volumoso, pesado e que depende de lentes para coletar dados. Em vez de lentes, este microscópio usa hologramas. Basicamente um holograma é formado quando a luz que atravessa um objeto tridimensional forma uma refração com um "feixe de referência", ou a luz que não atingiu o objeto.

O dispositivo usa um princípio semelhante para recriar imagens que causam interferências em ondas de luz. Uma fonte de luz é dividida em dois feixes - um que interage com as células ou partículas microscópicas na amostra, e os outros que não interagem. Em seguida, os feixes passam por um sensor que contém um chip, onde o padrão de interferência é gravado.

O Software analisa o padrão recebido e recria o caminho percorrido pela luz que passou por dentro dos objetos para que ela seja visualizada.

Todos os componentes do dispositivo são de baixo custo, diz Ozcan. A luz do laser custa aproximadamente US$ 5. O chip sensor que coleta a luz é o mesmo usado em iPhones e Blackberrys e custa menos de US$ 15 cada. A alimentação do sistema inteiro é feita com duas pilhas AA.

O microscópio captura diversos tipos de dados, mas um computador é necessário para reconstruir as imagens. Profissionais de saúde poderiam usar seus laptops para processar as informações e compartilha-las na Internet ou em redes de telefonia móvel. Os telefones celulares também podem processar as imagens de maneira satisfatória.

Essencialmente, "estamos substituindo um componente caro, volumoso e pesado por códigos de computador", diz Ozcan, destacando que os próximos passos incluem tornar o dispositivo comercial. Para isso ele fundou uma empresa, que está desenvolvendo essa tecnologia, tentando fazer uma versão do microscópio que possa ser fabricada e comercializada.

"A saúde global é um campo grande que exige as melhores ferramentas de diagnóstico, porque países com poucos recursos não têm a infraestrutura necessária para a realização de testes de diagnóstico confiáveis. Há tantos problemas no mundo que soluções inovadoras [como este microscópio] causariam um grande impacto", finaliza Ozcan.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Microscópio portátil    Holograma    Barato    Dispositivo    Universidade da Califórnia   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
microscópio portátil    holograma    barato    dispositivo    Universidade da Califórnia   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.