Ciência e Tecnologia
publicado em 05/08/2011 às 11h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Uma equipe alemã de pesquisadores desenvolveu um novo método não-invasivo para identificar a insuficiência cardíaca. Ele consiste em um "nariz eletrônico", que poderia detectar o "cheiro" do problema.

O projeto foi apresentado no Congresso ESC 2011. "A detecção precoce da insuficiência cardíaca crônica através da triagem periódica facilita a aplicação antecipada de um tratamento." disse o investigador Vasileios Kechagias do Hospital da Universidade de Jena, na Alemanha.

Nos países desenvolvidos, cerca de 2% dos adultos sofrem de insuficiência cardíaca. O tratamento dessa doença é traz altos custos para a saúde. A esse tipo de insuficiência cardíaca está associado à redução significativa da saúde física e mental, resultando em uma qualidade de vida mais baixa. Embora algumas pessoas sobrevivem muitos anos, a progressão da doença está associada a um aumento da mortalidade.

"Fizemos uma triagem diária de pacientes com diferentes graus de insuficiência cardíaca. Para o estudo, contamos com pacientes voluntários. As medições foram feitas em colaboração com a University of Applied Sciences, em Jena. Os médicos participantes do Departamento de Medicina, Hospital Universitário de Jena, foram responsáveis pelo recrutamento dos pacientes e análise de dados clínicos ", explicou Kechagias.

O sistema do "nariz eletrônico" sistema consiste de uma matriz de três filmes de espessura feita de sensores de óxido de metal. Cada um dos sensores tem uma sensibilidade diferente para detectarem tipos diferentes odores moleculares. As interações entre as moléculas e os sensores são causadas por reações com o oxigênio na superfície do sensor, onde há um aquecimento, levando a uma mudança das concentrações e, assim, uma mudança na condutividade na camada de óxido de metal.


Os pacientes participantes do experimento, foram divididos em dois grupos. O grupo 1 , formado por indivíduos com insuficiência cardíaca e o grupo 2 formado por pessoas que não apresentam o problema. O grupo 1 apresentou sensibilidade de 89% e especificidade de 88%. Por outro lado, os pacientes sem insuficiência cardíaca (grupo controle) eram diferentes dos pacientes com insuficiência cardíaca na análise principal-componente (89% de sensibilidade e especificidade de 84%).

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Nariz eletrônico    Insuficiência cardíaca    Sendores    Pesquisa    Universidade de Jena   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
nariz eletrônico    insuficiência cardíaca    sendores    pesquisa    Universidade de Jena   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.