Ciência e Tecnologia
publicado em 06/08/2011 às 13h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: University of California/San Diego
Foto: University of California/San Diego
Ithaar Derweesh (à dir.), autor sênior do estudo durante procedimento cirúrgico Ithaar Derweesh junto a sua equipe durante uma intervenção cirúrgica
  « Anterior
Próxima »  
Ithaar Derweesh (à dir.), autor sênior do estudo durante procedimento cirúrgico
Ithaar Derweesh junto a sua equipe durante uma intervenção cirúrgica

Pesquisadores da San Diego School of Medicine, na University of California, Estados Unidos, afirmam que procedimento cirúrgico que preserva a parte saudável do rim poupa também a saúde óssea, especialmente nas mulheres. Pela primeira vez, as descobertas apontam para a importância de se optar pela nefrectomia parcial em um esforço para preservar a função renal e reduzir o risco de fraturas ósseas mais tarde na vida.

"Ao pesar os riscos e benefícios da nefrectomia parcial em relação à radical, deve-se levar em conta o impacto sobre a saúde óssea do paciente. Este estudo revela que a preservação do rim ajuda a prevenir a doença renal crônica e reduz significativamente o risco de fraturas ósseas e de se desenvolver osteoporose", disse o urologista especialista em oncologia, Ithaar Derweesh.

Descobriu-se que a remoção completa do rim é um fator de risco significativo para a doença renal crônica, o que acarreta risco aumentado para complicações metabólicas e doenças cardiovasculares, podendo ser letal. Com a nefrectomia parcial, o tecido renal funcional e as células saudáveis são preservados e podem ajudar a prevenir ou reduzir o risco de desenvolvimento de desequilíbrios químicos, como a acidose metabólica que pode mais tarde levar à disfunção renal, perda de massa muscular e osteoporose - uma causa direta da perda óssea e de fraturas.

"As mulheres que passarão por uma cirurgia nos rins devem investigar se a remoção parcial é uma opção de tratamento, pois ela pode ajudar a prevenir a fragilidade óssea. Muitas vezes os urologistas têm feito nefrectomias radicais em pacientes que eram candidatos a nefrectomia parcial. Apesar de a nefrectomia parcial ser mais complexa para o cirurgião, ela pode oferecer mais qualidade de vida no longo prazo", disse o professor de urologia Christopher Kane.

O carcinoma de células renais é um tumor maligno urológico comumente diagnosticado com uma estimativa de 57.760 novos casos e 12.908 mortes nos Estados Unidos em 2009. Devido aos avanços na tecnologia, os tratamentos para a preservação do rim se tornaram o padrão ouro nos sistemas de saúde acadêmico para o tratamento de pequenas massas renais, oferecendo taxas de cura do câncer equivalentes e proteção superior da função renal em relação à nefrectomia radical. A equipe da UC San Diego tem uma das maiores taxas de preservação de rim no país e utiliza tecnologia robótica para oferecer nefrectomias parciais para os pacientes que poderiam ter feito a cirurgia aberta tradicional no passado.

Derweesh é um cirurgião-cientista reconhecido nacionalmente que está liderando um movimento global para a preservação máxima da função renal durante o tratamento do câncer de rim. Pioneiro na cirurgia minimamente invasiva, Derweesh tem técnicas refinadas para realizar nefrectomias completas e parciais para o câncer com uma pequena incisão.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
nefrectomia parcial    doença renal crônica    osteoporose    fratura óssea    perda óssea    câncer de rim    Ithaar Derweesh    San Diego School of Medicine    University of California   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.