Ciência e Tecnologia
publicado em 02/08/2011 às 13h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Dottie Stover/University of Cincinnati
Foto: Dottie Stover/University of Cincinnati
Foto: Dottie Stover/University of Cincinnati
Foto: Dottie Stover/University of Cincinnat
Sensor para detectar manganês Ian Papautsky, um dos pesquisadores envolvidos no estudo para a criação do sensor Sensor para detectar manganês Ian Papautsky junto à estudante Xing Pei
  « Anterior
Próxima »  
Sensor para detectar manganês
Ian Papautsky, um dos pesquisadores envolvidos no estudo para a criação do sensor
Sensor para detectar manganês
Ian Papautsky junto à estudante Xing Pei

Pesquisadores da University of Cincinnati (UC) desenvolveram o primeiro sensor lab-on-a-chip (laboratório em um chip) capaz de analisar os níveis de manganês no organismo humano. O sensor não é prejudicial ao meio ambiente ou às crianças, e terá seu primeiro teste de campo em Marietta, Ohio, nos Estados Unidos, onde um pesquisador da UC está conduzindo um estudo de saúde sobre os possíveis efeitos dos metais pesados sobre a saúde.

O sensor de baixo custo é descartável e detecta metais pesados altamente eletronegativos com mais rapidez do que a tecnologia atualmente disponível nas instituições de saúde. Estima-se que o dispositivo será usado em aparelhos point-of-care que fornecem o resultado sobre os níveis de metais pesados em cerca de 10 minutos. Espera-se que o sensor tenha potencial para uso em larga escala na prática clínica, ocupacional e de pesquisa, por exemplo, para testes de nutrição em crianças.

O novo sensor é ecologicamente correto, pois o eletrodo de trabalho é feito de bismuto em vez do mercúrio, que é comumente mais utilizado. É adequado para crianças porque requer apenas uma ou duas gotas de sangue para testes em vez da amostra de cinco mililitros que é exigida atualmente.

O professor de engenharia elétrica e informática Ian Papautsky explica que "com os métodos convencionais para medir os níveis de manganês, os resultados são liberados 48 horas depois que o sangue é enviado para o laboratório. Para efeito de monitoramento clínico da saúde a partir da medição destes níveis é desejável uma resposta o mais rápido possível sobre os níveis de exposição, especialmente em áreas rurais, de alto risco, onde o acesso a um laboratório de metais certificado é mais difícil".

O primeiro teste de campo está previsto para 2012, em Marietta, Ohio (EUA).

Uma motivação específica para o desenvolvimento do sensor foi um projeto em andamento desenvolvido por Erin Haynes, que está estudando a poluição do ar e os efeitos do manganês e do chumbo sobre a saúde em Marietta. O manganês é emitido nesta área porque é lá que fica a única refinaria de manganês dos Estados Unidos e do Canadá. Os resultados preliminares do estudo encontraram níveis elevados do metal nos habitantes da cidade quando comparados aos que vivem em outros locais.

Leia a matéria completa (em inglês) no site da University of Cincinnati.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Sensor    Lab-on-a-chip    Metais pesados    Manganês    Exame de sangue    University of Cincinnati   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
sensor    lab-on-a-chip    metais pesados    manganês    exame de sangue    University of Cincinnati   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.