Ciência e Tecnologia
publicado em 01/08/2011 às 16h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Compostos encontrados nas uvas ajudam a proteger as células da pele da radiação ultravioleta do sol, de acordo com um estudo realizado por pesquisadores da University of Barcelona e do CSIC (Comitê Nacional Espanhol de Pesquisa). O estudo apoia a utilização de uvas ou derivados em produtos de proteção solar.

Os raios ultravioleta (UV) emitidos pelo sol são as principais causas ambientais de problemas da pele, causando câncer de pele, queimaduras solares e eritema solar, bem como o envelhecimento precoce da derme e da epiderme. Agora, um estudo espanhol mostrou que algumas substâncias presentes nas uvas podem reduzir a quantidade de dano celular causado à pele exposta a esta radiação.

Os raios UV agem sobre a pele ativando "espécies reativas de oxigênio" (ROS). Estes compostos, por sua vez, oxidam macromoléculas como lipídios e DNA, estimulando certas reações e enzimas (JNK e p38MAPK) que causam a morte celular.

Um grupo de cientistas da University of Barcelona e do CSIC demonstraram que algumas substâncias polifenóis extraídas de uvas (flavonoides) podem reduzir a formação de ROSs em células da epiderme humana que tenham sido expostas a ondas longas (UVA) e médias (UVB) de radiação ultravioleta. O estudo foi realizado in vitro no laboratório.

Proteção solar baseada em uvas

"Estas frações polifenólicas inibem a geração de ROSs e a consequente ativação das enzimas JNK e p38, o que significa que elas têm um efeito protetor contra a radiação ultravioleta emitida pelo sol", explica a bioquímica Marta Cascante.

Os pesquisadores descobriram que quanto maior o grau de polimerização dos flavonoides e de formação de compostos que contêm ácido gálico, maior a capacidade fotoprotetora. O estudo sugere que estes resultados devem ser levados em consideração na farmacologia clínica, utilizando extratos vegetais polifenólicos para desenvolver produtos de fotoproteção para a pele.

Cosméticos e medicamentos contendo compostos de uva já estão disponíveis, mas a maneira como eles agem sobre as células não havia sido bem entendida até agora. "Este estudo apoia a ideia de usar estes produtos para proteger a pele contra os danos celulares e morte causadas pela radiação solar, bem como aumentar a nossa compreensão sobre o mecanismo pelo qual eles agem", conclui Cascante.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Uvas    Proteção solar    Espécies reativas de oxigênio    Flavonoides    UVA    UVB    Enzima JNK    Enzima p38   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
uvas    proteção solar    espécies reativas de oxigênio    flavonoides    UVA    UVB    enzima JNK    enzima p38   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.