Ciência e Tecnologia
publicado em 19/07/2011 às 10h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Gary Meek
Foto: Gary Meek
Foto: Niren Murthy
Niren Murthy (em pé), líder da pesquisa junto à Kousik Kundu Niren Murthy, líder do estudo Esquema mostra o desenho químico de sondas, que têm sido usadas para detectar infecções bacterianas em animais com alta sensibilidade e especificidade
  « Anterior
Próxima »  
Niren Murthy (em pé), líder da pesquisa junto à Kousik Kundu
Niren Murthy, líder do estudo
Esquema mostra o desenho químico de sondas, que têm sido usadas para detectar infecções bacterianas em animais com alta sensibilidade e especificidade

Uma nova família de agentes de contraste pode detectar infecções bacterianas em animais com alta sensibilidade e especificidade. Estes agentes - chamados sondas de imagem baseadas em maltodextrina - entram nas bactérias como se fossem alimento e também são capazes de distinguir uma infecção bacteriana de outras condições inflamatórias.

"Esses agentes de contraste preenchem a necessidade de sondas, que podem visualizar com precisão pequenas bactérias in vivo e distinguir infecções de outras patologias como o câncer. Estas sondas poderia finalmente melhorar o diagnóstico e tratamento de infecções bacterianas, que permanece um grande desafio na medicina", disse o professor Niren Murthy, do Georgia Institute of Techonology, nos Estados Unidos.

Uma das principais limitações que impede a eficácia do tratamento de infecções bacterianas é uma incapacidade para detectá-las no interior do corpo com precisão e sensibilidade. Para visualizar as infecções bacterianas, as sondas devem primeiro entregar uma grande quantidade do agente de contraste nas bactérias.

"A maioria dos testes de imagem existentes tem como alvo a parede celular das bactérias e não acessa o interior da bactéria, mas as sondas de imagem baseadas em maltodextrina têm como alvo uma via de ingestão de bactérias, que permite ao agente de contraste chegar a uma alta concentração dentro das bactérias", explicou Murthy.

Como funciona

As sondas de imagem baseadas em maltodextrina consistem de um corante fluorescente ligado à maltohexaose, que é uma grande fonte de glucose para as bactérias. As sondas entregam o agente de contraste nas bactérias por meio do transportador de maltodextrina do organismo, que só existe em células bacterianas e não está presente em células de mamíferos. "Para nosso conhecimento, isto representa a primeira demonstração de uma estratégia de segmentação que pode proporcionar concentrações milimolares de uma sonda de imagem dentro de bactérias", observou Murthy.

Em experimentos utilizando um modelo de rato, os pesquisadores descobriram que o agente de contraste se acumulou nos tecidos infectados por bactérias, mas foi eficiente apurado por tecidos não infectados. Eles detectaram um aumento de 42 vezes na intensidade de fluorescência entre tecidos infectados por bactérias e não infectados. No entanto, o agente de contraste não se acumula na microflora bacteriana saudável localizada nos intestinos. Como as moléculas de glicose administradas sistemicamente não podem acessar o interior dos intestinos, as bactérias localizadas nessa região nunca entraram em contato com a sonda.

Eles também descobriram que as sondas poderiam detectar um mínimo de um milhão de células viáveis de bactérias.

Em outro experimento, os pesquisadores descobriram que as sondas de imagem baseadas em maltodextrina puderam distinguir entre infecções bacterianas e inflamação com alta especificidade. Tecidos infectados com bactéria E. coli apresentaram um aumento de 17 vezes na intensidade de fluorescência, quando comparados com tecidos inflamados que não foram infectados.

Experiências de laboratório adicionais mostraram que as sondas poderiam entregar grandes quantidades de testes de imagem para as bactérias gram-positivas e gram-negativas para a internalização. Ambos os tipos de bactérias internalizaram as sondas três vezes mais rápido do que as células de mamíferos.

"Sondas de imagem baseadas em maltodextrina são uma promessa para visualizar infecções em uma ampla gama de tecidos, com uma capacidade de detecção de bactérias in vivo com uma sensibilidade superior à relatada anteriormente", afirmou Murthy.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
infecções bacterianas    agente de contraste    sondas de imagem baseada em maltodextrina    Georgia Institute of Techonology   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.