Ciência e Tecnologia
publicado em 17/07/2011 às 13h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: UCSF
Charles Chiu, professor assistente de medicina laboratorial e doenças infecciosas da UCSF e diretor do centro de diagnóstico viral
  « Anterior
Próxima »  
Charles Chiu, professor assistente de medicina laboratorial e doenças infecciosas da UCSF e diretor do centro de diagnóstico viral

Pesquisadores da University of California, nos Estados Unidos, descobriram o primeiro exemplar conhecido de um adenovírus capaz de passar de uma espécie para outra e ainda continuar contagioso após a mudança. Os resultados mostram que o vírus é altamente incomum nas duas populações onde foi encontrado (humanos e macacos tit), sugerindo que pode ter se originado de uma terceira espécie ainda não identificada.

A direção na qual o vírus se propagou, no entanto - de macacos para humanos ou vice-versa - permanece um mistério. Adenovírus infectam naturalmente muitos animais, incluindo humanos, macacos e roedores, e são conhecidos por causar uma ampla gama de doenças clínicas em humanos, como sintomas de diarreia e pneumonia. Ao contrário do vírus da gripe, o adenovírus não era conhecido por se propagar de uma espécie para outra.

"Agora, os adenovírus podem ser adicionados à lista de patógenos que têm a capacidade de cruzamento de espécies. Tinha sido sugerido antes, mas este estudo é o primeiro a documentar que esses vírus cruzam a barreira das espécies, em tempo real", disse o pesquisador Charles Chiu.

O vírus, que pesquisadores têm chamado adenovírus macaco titi (TMAdV), infectou mais de um terço dos macacos titi no California National Primate Research Center (CNPRC) no final de 2009. Nos macacos o vírus foi devastador, causando uma doença das vias respiratórias superiores que evoluíram para pneumonia e matou 19 dos 23 macacos (83%) que ficaram doentes, incluindo adultos jovens saudáveis.

Em torno da época do surto, um pesquisador que estava cuidando dos macacos doentes também desenvolveu uma infecção respiratória superior com febre, calafrios e uma tosse que durou quatro semanas, assim como dois membros da família do pesquisador que não tinham tido contato com a colônia de macaco. Todos os três se recuperaram totalmente sem tratamento médico.

Para detectar o patógeno que causou a doença em macacos e humanos os pesquisadores realizaram testes de anticorpos em ambas as espécies. Como os anticorpos permanecem na corrente sanguínea durante vários meses após uma infecção, eles servem como um marcador para identificar se uma pessoa foi exposta a um vírus específico. Ao serem examinados, macacos e humanos testaram positivo para anticorpos contra o vírus TMAdV.

A equipe descobriu que o novo vírus claramente pertencia à família adenovírus, mas foi diferente de qualquer adenovírus já relatado por infectar humanos ou macacos. O novo vírus é tão incomum que compartilha apenas 56% do DNA com o parente viral mais próximo. "Esta é claramente uma nova espécie de adenovírus e é bastante diferente de tudo que já vimos anteriormente. Dada a taxa de mortalidade anormalmente elevada de TMAdV nos macacos titi, eles não são susceptíveis de ser a espécie hospedeira nativa para este vírus. Ainda não sabemos que espécie é a hospedeira natural", disse Chiu.

Os pesquisadores estão realizando estudos em humanos e macacos no Brasil e na África para determinar se o vírus é comum em populações selvagens de macacos desses locais e descobrir se ele realizou cruzamento de espécies com os seres humanos que vivem nas proximidades.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Adenovírus    Adenovírus macaco titi    University of California    Charles Chiu   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
adenovírus    adenovírus macaco titi    University of California    Charles Chiu   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.