Ciência e Tecnologia
publicado em 14/07/2011 às 10h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: UN Photo/Devra Berkowitz
Foto: WHO/Pierre Albouy
Michel Sidibé, diretor executivo do Joint United Nations Programme on HIV/AIDS (UNAIDS) Dra. Margaret Chan, diretora Geral da World Health Organization (WHO)
  « Anterior
Próxima »  
Michel Sidibé, diretor executivo do Joint United Nations Programme on HIV/AIDS (UNAIDS)
Dra. Margaret Chan, diretora Geral da World Health Organization (WHO)

Resultados de dois estudos anunciados hoje revelam que tomar um comprimido anti-retroviral por dia pode reduzir o risco de as pessoas que não têm HIV serem infectadas pelo vírus em até 73%. Tanto o tenofovir diário quanto o tenofovir/emtricitabina diário tomado como medicamento preventivo (PrEP - profilaxia pré-exposição) pode prevenir a transmissão heterossexual do HIV tanto de homens para mulheres quanto de mulheres para homens.

O estudo Partners PrEP, conduzido pelo University of Washington' s International Clinical Research Center, seguiu 4.758 casais sorodiscordantes (em que uma pessoa foi infectada pelo HIV e a outra não) no Quênia e em Uganda. Os casais receberam aconselhamento e ganharam preservativos masculinos e femininos. O parceiro não infectado tomou um comprimido de tenofovir ou um comprimido de tenofovir/emtricitabina ou um comprimido placebo, uma vez por dia. Houve 62% menos infecções de HIV no grupo que recebeu tenofovir e 73% menos infecções pelo HIV no grupo que tomou tenofovir/emtricitabina do que no grupo que recebeu o placebo.

O ensaio TDF2, conduzido pelo United States Centers for Disease Control, acompanhou 1.200 homens e mulheres em Botswana que receberam um comprimido de tenofovir/emtricitabina ou um comprimido placebo uma vez por dia. O comprimido anti-retroviral reduziu o risco de contrair a infecção pelo HIV em cerca de 63% da população total de homens e mulheres heterossexuais não infectados do estudo.

"Este é um grande avanço científico que reafirma o papel essencial que o medicamento anti-retroviral desempenha em resposta à AIDS. Estes estudos podem nos ajudar a virar o jogo da epidemia de HIV", disse o diretor executivo do Joint United Nations Programme on HIV/AIDS (UNAIDS).

As opções genéricas destes medicamentos estão disponíveis em muitos países, a preços baixos como US $ 0,25 por comprimido. Em novembro de 2010, o ensaio iPrEx entre homens homossexuais de seis países relatou uma redução de 44% na transmissão do HIV entre os indivíduos que tomaram um comprimido de tenofovir/emtricitabina por dia.

"Novas ferramentas eficazes de prevenção do HIV são urgentemente necessárias, e estes estudos poderiam ter um enorme impacto na prevenção da transmissão heterossexual. A OMS vai trabalhar junto aos países para usar as novas descobertas para proteger mais homens e mulheres da infecção pelo HIV", disse a diretora geral da OMS Margaret Chan.

A UNAIDS e a OMS já vem trabalhando com países na África sub-saariana, na América Latina e na Ásia para explorar o possível papel da profilaxia pré-exposição na prevenção do HIV. Esta notícia vai encorajar mais pessoas a fazer o teste do HIV, discutir as opções de prevenção do HIV com seus parceiros e acessar serviços essenciais de HIV.

Estima-se atualmente que apenas cerca de metade das 33 milhões de pessoas que vivem com HIV saibam que estão infectadas. O aumento na captação de testagem para o HIV teria um impacto significativo na resposta à AIDS, especialmente se mais pessoas ganhassem acesso a novas tecnologias de prevenção do HIV, considerando-se as novas descobertas.

A UNAIDS e a OMS recomendam que os indivíduos e os casais façam decisões baseadas em evidências sobre qual combinação de opções de prevenção do HIV é melhor para eles. Nenhum método protege totalmente contra o HIV. Medicamentos anti-retrovirais para a prevenção precisam ser combinados com outras opções de prevenção do HIV. Estas opções incluem o uso correto e consistente de preservativos masculinos ou femininos, esperar mais tempo antes de fazer sexo pela primeira vez, ter menos parceiros, a circuncisão médica masculina e evitar sexo com penetração.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   HIV-negativo    Sorodiscordantes    Anti-retroviral    Tenofovir    Emtricitabina    Preservativos   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
HIV-negativo    sorodiscordantes    anti-retroviral    tenofovir    emtricitabina    preservativos   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.