Geral
publicado em 01/07/2011 às 17h25:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

A saúde voltou a ser uma prioridade de Estado, sendo que a questão da infância terá especial atenção, juntamente com a Rede de Atenção Psicossocial de Combate ao Tráfico e a Rede de Urgência e Emergência. " O envelhecimento da população e o crescimento das doenças crônico-degenerativas fizeram com que a saúde pública brasileira passasse a ter olhos pouco voltados para a infância. Agora, particularmente o componente neonatal, está entre nossas maiores preocupações" , afirmou o coordenador da Área Técnica de Saúde da Criança e Aleitamento Materno da Unicamp, Paulo Vicente Bonilha Almeida.

A Unicamp exercerá um papel fundamental na implementação do projeto Rede Cegonha na Região Metropolitana de Campinas, ligando a ação entre os municípios e disseminando seu conhecimento técnico e administrativo. A Rede Cegonha é composta por um conjunto de medidas para garantir a todas as brasileiras, via SUS, um atendimento adequado, seguro e humanizado desde a confirmação da gravidez, passando pelo pré-natal e o parto, até os dois primeiros anos de vida do bebê. O projeto tem como prioridades os estados da Amazônia Legal e do Nordeste, mais cinco regiões metropolitanas do Sudeste. Seu orçamento é de R$ 9,4 bilhões.

O professor Oswaldo da Rocha Grassiotto, diretor executivo do Hospital da Mulher José Aristodemo Pinotto - Caism, afirmou que a Rede Cegonha, mais que uma oportunidade, traz uma obrigação. " A Unicamp possui um histórico de próspera militância na organização de sistemas e na humanização e qualificação da assistência regional, com impacto enorme em quase todos os indicadores de qualidade em saúde, onde Campinas sempre se colocou muito bem" .

Grassiotto observou, entretanto, que a saúde na Região Metropolitana de Campinas (RMC) ainda sofre com problemas estruturais. " Há necessidade de ampliar nossa capacidade de internação de bebês e temos um déficit importante na capacidade cirúrgica para atendimento de malformações, principalmente do coração. Também é preciso otimizar a utilização dos leitos de terapia intensiva, criando condições para desafogar esses espaços através de cuidados intermediários. Há crianças que ficam internadas até por meses, quando a necessidade de permanência é de uma ou duas semanas; o restante do tempo é para ganho de peso" .

Estratégias perinatais

O debate aconteceu durante o fórum permanente da Unicamp, que tratou do tema " Assistência perinatal como desafio para atingir a 4ª meta do milênio: redução da mortalidade infantil" , realizado nesta quinta-feira (30).

O fórum na Unicamp foi norteado pelo pacto aprovado por 191 países membros da Organização das Nações Unidas e que instituiu os " Oito Desafios do Milênio" , entre eles a redução de dois terços da mortalidade infantil entre 1990 e 2015, o que significaria hoje uma diminuição de 8 para 4 milhões de óbitos por ano. Para atingir esta meta, estratégias de intervenção na mortalidade neonatal são fundamentais, visto que aproximadamente 4 milhões de óbitos/ano ocorrem antes de 28 dias de vida.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Infância    Rede Cegonha    Unicamp    Neonatal    Paulo Vicente Bonilha Almeida.   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
infância    Rede Cegonha    Unicamp    neonatal    Paulo Vicente Bonilha Almeida.   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.