Artigo
publicado em 24/06/2011 às 20h00:00
   Dê o seu voto:

Zumbido, Um Problema Sem Cura?

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Isabela Pimentel
Foto: U.S Army
Dra. Tanit Ganz Sanchez Parte dos militares que retornam de zonas de guerra apresentam os sintoma da doença
  « Anterior
Próxima »  
Dra. Tanit Ganz Sanchez
Parte dos militares que retornam de zonas de guerra apresentam os sintoma da doença

No último dia 9, as Nações Unidas divulgaram seu primeiro Relatório Mundial sobre Deficiência. Mais de 1 bilhão de pessoas vivem com algum tipo de deficiência e cerca de 20% delas sofrem com discriminações.

Muitas deficiências são conhecidas pela maior parte das pessoas como paraplegia, tetraplegia, síndrome de down, autismo, cegueira, surdez etc.

Mas vários tipos de deficiência permanecem quase silenciosos e desconhecidos do grande público. O zumbido ou tinnitus, por exemplo, é uma delas.

Analistas dizem que uma das razões para esta falta de conhecimento seria a anatomia desses sintomas ou doenças.

Eles não são vistos, mas estão ali, " torturando" e causando agonias a seus pacientes. Segundo a Associação Americana de Tinnitus, ATA, o zumbido, por exemplo, afeta cerca de 350 milhões de pessoas em todo o mundo.

" Chaleira Fervendo"

O número equivale ao tamanho da população dos Estados Unidos e quase ao dobro da população brasileira.

O zumbido é considerado um sintoma. O paciente tem que conviver com barulhos terríveis dentro do ouvido, que não raramente sobem para a cabeça. Quem tem tinitus diz que ouve os mais variados ruídos: som de " chaleira fervendo" , " de trem passando em alta velocidade," de " insetos devorando madeiras" de " facas ou objetos pérfuro-cortantes sendo fricionados contra superfícies" , de " estação de rádio mal sintonizada" , as descrições são abrangentes.

Sensação de Impotência

Assim como os organismos são diferentes, as sensações e as descrições também variam. Mas o " sentimento de impotência, de irritação e inconformismo" é quase comum a todos. Especialistas afirmam que enquanto a maioria das pessoas que sofrem com zumbido, pode viver com ele, um pequeno grupo de 2% teria o sintoma em grau bastante agressivo.

Logo no começo, quase todas as pessoas que são diagnosticadas com tinitus reclamam da perda de sono e de um golpe tremendo em sua qualidade de vida. Muitas delas procuram o otorrinolaringologista, como primeiro passo, mas a busca por auxílio médico quase sempre se expande a outros especialistas como neurologistas, psicólogos, psiquiatras, dependendo da reação do paciente.

Exército Alemão

A comunidade científica tem trabalhado, incansalvemente, para descobrir a cura ou até mesmo um tratamento adequado. Uma vez que, até o momento, não se criou um medicamento, comprovadamente eficiente e específico para zumbido.

Alguns laboratórios têm pesquisado drogas específicas com a ajuda de pacientes que se colocam à disposição para os testes.

Pesquisadores em vários países como Índia, Alemanha, Estados Unidos, Brasil e outros têm se envolvido na busca da cura. Na Alemanha, otorrinos e neurologistas do Exército alemão estão desenvolvendo em Ulm, no sul do país, um tratamento experimental com base numa vacina aplicada dentro da cóclea (uma estrutura do sistema auditivo que contém os terminais nervosos). Mas a injeção só pode ser dada com até três meses após o diagnóstico, e muitas vezes o paciente chega à informação tarde demais. Uma outra tentativa de tratamento é a terapia de retreinamento, conhecida como TRT (na sigla em inglês), tinnitus retraining therapy.

Lesões

Um dos grandes problemas do Exército alemão e de outros exércitos, como o americano, é o crescente número de soldados que estão retornando de zonas de guerra com zumbido por causa do barulho das explosões, e outras lesões.

Para muitos especialistas, o zumbido não tem cura. E como não há prova científica do contrário, a maioria dos pacientes tende a concordar com a afirmação. Já outros médicos acreditam que algumas formas de zumbido podem ser curadas com tratamento adequado que inclui mudanças de dietas, evitando alimentos (e medicamentos) que possam piorar o tinitus.

A causa e os fatores do zumbido? Perda auditiva, traumas e lesões causadas por barulhos e sons altos, stress, ferimentos na nuca e na cabeça. Não é raro ouvir de pacientes que o zumbido começou após concertos de música alta. Músicos e operadores de sons que trabalham em estúdios ou atividades relacionadas também correm risco.

Set de Filmagem

O ator canadense, William Shatner, por exemplo, se tornou um dos advogados na causa pela cura do tinnitus após ser diagnosticado com a doença no set de filmagens do filme " Jornada nas Estrelas" .

No depoimento de vídeo que ele deu à Associação Americana de Tinitus, ATA, Shatner contou que estava muito perto do alto falante que reproduzia os efeitos da explosão de um dos episódios da série, quando percebeu pela primeira vez o zumbido.

Segundo o ator, o tinitus é " um barulho que jamais cessa" .

Aliviar o Sofrimento

Mas independente da divergência de especialistas sobre a cura ou não do zumbido, pacientes e médicos são unânimes em defender uma atitude positiva para lidar com a doença.

A nossa entrevistada, considerada uma das maiores especialistas em zumbido no Brasil, Tanit Ganz Sanchez afirma que o zumbido tem cura, e que os pacientes não devem se conformar com o seu estado, mas buscarem formas de aliviar o sofrimento.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Zumbido, Um Problema Sem Cura?
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Zumbido, Um Problema Sem Cura?


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Relatório Mundial sobre Deficiência    paraplegia    tetraplegia    síndrome de down    nações unidas   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.