Ciência e Tecnologia
publicado em 10/06/2011 às 20h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

A apneia do sono está associada com um risco aumentado de complicações gestacionais. É o que sugere estudo de pesquisadores da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos. M ulheres com apneia do sono grave foram as que apresentaram maior incidência de resultados adversos da gravidez. Esta maior prevalência foi o principal responsável pela maior incidência de diabetes gestacional e prematuridade.

Os autores observaram que a apneia do sono tem sido associada com doenças cardíacas, síndrome metabólica e mortalidade em populações não-grávidas. No entanto, poucos estudos examinaram a relação entre a apneia do sono na gravidez e os resultados obstétricos.

"Nossas descobertas sugerem que distúrbios respiratórios do sono de moderados a grave podem estar associados com resultados adversos da gravidez, diabetes gestacional e em particular o nascimento prematuro", disse o investigador principal, Francesca L. Facco. "No entanto, não está claro se os distúrbios respiratórios do sono são fator de risco para resultados adversos da gravidez independente da obesidade" .

Segundo a Academia Americana de Medicina do Sono, apneia do sono é uma forma de os distúrbios respiratórios do sono, que envolve a redução parcial (hipopneia) e pausas (apneias) na respiração durante o sono. A forma mais comum de apneia do sono é a apneia obstrutiva do sono , que ocorre quando os músculos relaxam durante o sono, fazendo com que o tecido mole na parte posterior da garganta feche e bloqueie as vias respiratórias superiores. As pausas respiratórias que resultam podem produzir reduções bruscas na saturação de oxigênio no sangue e reduzir o fluxo sanguíneo para o cérebro. A maioria das pessoas com a condição ronca alto e com frequência, e elas frequentemente experimentam sonolência diurna excessiva.

Facco e colegas procuraram um banco de dados e identificaram 150 mulheres que receberam uma avaliação do sono por polissonografia durante a noite e tiveram filhos entre janeiro de 2000 e junho de 2009. Cerca de 87% das mulheres estavam acima do peso ou obesas no momento do parto, com índice de massa corporal de 25 ou mais. Setenta e dois por cento das mulheres realizaram o estudo do sono no prazo de três anos após o parto. Para as mulheres com mais de uma gravidez durante o período do estudo, a primeira gravidez com informação sobre o desfecho foi selecionada para análise.

As mulheres com um índice de apneia-hipopneia entre cinco a 14,9 pausas respiratórias por hora de sono foram consideradas com apneia do sono de leve a moderada, e aquelas com um índice de 15 ou mais foram classificadas como portadoras de apneia do sono grave.

A análise avaliou a associação entre a apneia do sono e três resultados adversos da gravidez: hipertensão induzida pela gravidez, diabetes gestacional e nascimento prematuro adiantado em 34 semanas ou menos.

Facco acrescentou que são necessárias mais pesquisas para esclarecer como a apneia do sono e a obesidade interagem com a saúde materna e neonatal.

"Mais estudos, principalmente grandes estudos prospectivos utilizando medidas objetivas de distúrbios respiratórios do sono, são necessários para confirmar esta relação, e analisar a interação entre os distúrbios respiratórios do sono e o índice de massa corporal ", disse Facco. "Se a relação for confirmada, mais estudos seriam necessários para avaliar o papel do tratamento dos distúrbios respiratórios do sono na gravidez" .

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Apneia do sono    Diabetes gestacional    Parto prematuro    Universidade Northwestern   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
apneia do sono    diabetes gestacional    parto prematuro    Universidade Northwestern   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.