Ciência e Tecnologia
publicado em 09/05/2011 às 03h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Usando como modelo um macaco com Aids, cientistas identificaram uma resposta do sistema imunológico gerada por vacina que se correlaciona com a proteção contra a infecção pela versão símia do HIV, chamada vírus da imunodeficiência símia (SIV). Os pesquisadores descobriram que os anticorpos gerados pela imunização foram associados à proteção contra a infecção pelo SIV. Esta descoberta representa um passo importante para compreender como uma vacina eficaz contra o HIV poderia funcionar.

Os cientistas que conduziram o estudo no National Institute of Allergy and Infectious Diseases (NIAID), parte do National Institutes of Health, administraram a vacina SIV em metade dos 129 macacos e um placebo à outra metade. Os cientistas deram a cada macaco até 12 doses de uma das duas formas de SIV por meio de injeção retal para simular a exposição sexual ao vírus. A vacina não protegeu os macacos que receberam uma forma de SIV, mas reduziu a taxa de infecção em 50% nos macacos que receberam a outra forma do vírus.

Para saber como a vacina funcionou, a equipe examinou uma variedade de respostas imunes e certos fatores genéticos dos macacos que a vacina protegeu. Os cientistas descobriram que os anticorpos neutralizantes SIV ativam células sanguíneas brancas (CD4 ¨ T) correlacionadas com o efeito protetor. Além disso, os macacos que expressaram duas cópias de um gene conhecido por ajudar a limitar a replicação do SIV foram melhor protegidos pela vacina do que os outros macacos, demonstrando que os fatores genéticos podem contribuir para a proteção.

Este estudo fornece evidências de que os anticorpos neutralizantes são uma parte importante da resposta imune necessária para prevenir a infecção pelo HIV. A habilidade do esquema de vacina para proteger macacos contra infecção por SIV é comparável aos resultados observados no estudo RV144 com 16.000 adultos voluntários na Tailândia, RV144 foi o estudo da primeira vacina do HIV a demonstrar um modesto efeito protetor, reduzindo a taxa de infecção pelo HIV em 31%. A nova pesquisa também fornece um modelo animal para compreender melhor a base imunológica para a proteção da vacina contra lentivírus, uma subclasse de vírus que inclui o HIV e SIV. Este conhecimento vai ajudar a orientar as estratégias para o desenvolvimento futuro de vacinas contra a aids.

O esquema de vacina SIV utilizado neste estudo foi semelhante a um esquema de vacina do HIV atualmente sendo testado em seres humanos no experimento clínico financiado pelo Niaid e conhecido como HVTN 505. Ambos os regimes consistem em preparar uma vacina a partir de DNA que codifica proteínas do vírus da imunodeficiência, reforçando com um vírus inativado frio (adenovírus) que contém proteínas do vírus da imunodeficiência.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   HIV    SIV    Vacina    Macacos    Imunodeficiência   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
HIV    SIV    vacina    macacos    imunodeficiência   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.