Ciência e Tecnologia
publicado em 08/04/2011 às 14h58:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Pacientes com um implante cirúrgico temporário têm usado as regiões do cérebro que controlam a fala para "conversar" com um computador pela primeira vez, manipulando um cursor em uma tela de computador através apenas do pensamento sobre um som particular.

Nova abordagem, desenvolvida por pesquisadores da Washington University School of Medicine, nos Estados Unidos, pode ajudar a restaurar a fala em pacientes que perderam suas capacidades devido a lesões cerebrais.

Cientistas geralmente programam os implantes temporários, conhecidos como interfaces cérebro-computador, para detectar a atividade nas redes motoras do cérebro que controlam os movimentos musculares.

"Isso faz sentido quando você está tentando usar esses dispositivos para restaurar a mobilidade perdida - o usuário pode potencialmente envolver o implante para mover um braço robótico através das mesmas áreas do cérebro que ele ou ela uma vez usou para mover um braço com deficiência por lesão", disse o pesquisador Eric Leuthardt. "Mas isso tem potencial para não ser eficiente para a recuperação de uma perda de comunicação."

Os pacientes podem ser capazes de aprender a pensar em mover os braços de um modo particular para dizer ' Olá' através do computador. Mas os pesquisadores acreditam que seria muito mais fácil se eles pudessem dizer ' Olá' usando as mesmas áreas do cérebro que uma vez eles utilizaram para suas próprias vozes.

Como funciona

Os dispositivos em estudo estão temporariamente instalados diretamente na superfície do cérebro em pacientes com epilepsia. Cirurgiões os utilizam para identificar a fonte de convulsões persistentes e resistentes a medicamentos e mapear essas regiões para remoção cirúrgica. Os pesquisadores esperam que um dia possam instalar os implantes de forma permanente para restaurar a capacidade perdida devido a ferimentos e doenças.

Leuthardt e seus colegas revelaram recentemente que os implantes podem ser usados para analisar a frequência de atividade das ondas cerebrais, permitindo-lhes fazer distinções mais precisas sobre o que o cérebro está fazendo. Para o novo estudo, a equipe aplicou esta técnica para detectar quando o paciente diz ou pensa quatro sons:

  • oo, como em few

  • e, como em see

  • a, como em say

  • a, como em hat

  • Quando os cientistas identificaram os padrões de ondas cerebrais que representam esses sons e programaram a interface para reconhecê-los, os pacientes puderam rapidamente aprender a controlar o cursor do computador, pensando ou dizendo o som apropriado.

    " No futuro, as interfaces podem ser ajustadas para ouvir apenas redes da fala ou ambas as redes motora e da fala" , disse Leuthardt.

    Como exemplo, ele sugere que ela poderia um dia permitir que um paciente com deficiência usasse sua região motora para controlar um cursor na tela do computador e imaginar dizendo "click", quando desejar clicar na tela.

    "Podemos distinguir entre sons falados e o paciente imaginando dizer um som, o que significa que estamos realmente começando a ler a linguagem do pensamento", disse ele. "Este é um dos primeiros exemplos do que é chamado " leitura de mentes" - detectando que as pessoas estão dizendo a si mesmos no seu diálogo interno."

    O próximo passo de Leuthardt e seus colegas é encontrar formas de distinguir o que eles chamam de "níveis mais altos de informações conceituais".

    "Queremos ver se a gente não pode simplesmente detectar quando você está dizendo ' cão' , 'árvore' , ' ferramenta' ou alguma outra palavra, mas também aprender como a pura idéia da palavra parece na mente. É emocionante e um pouco assustador pensar na leitura de mentes, mas isso tem um potencial incrível para pessoas que não podem se comunicar ou sofrem de outras deficiências."

    Fonte: Isaude.net
    • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
    • Indique esta NotíciaCorrigir
    • CompartilharCompartilhar
    • AlertaAlerta
    Link reduzido: 
    • Você está indicando a notícia:
    • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

    • Você está informando uma correção para a matéria:


    Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
    Seu nome:
    Seu email:
    Desejo receber um alerta com estes assuntos:
    lesões cerebrais    fala    interface cérebro-computador    Washington University School of Medicine       
    Comentários:
    Comentar
    Deixe seu comentário
    Fechar
    (Campos obrigatórios estão marcados com um *)

    (O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

    Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

    • Twitter iSaúde
    publicidade
    Jornal Informe Saúde

    Indique o portal
    Fechar [X]
    • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
    • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

    RSS notícias do portal  iSaúde.net
    Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
    Indique o portal iSaúde.net
    Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
    Receba notícias com assunto de seu interesse.
    © 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.