Saúde Pública
publicado em 07/04/2011 às 11h30:00
   Dê o seu voto:

Nova York pode proibir brinquedos em lanches infantis de redes de fast-food

EFE  
tamanho da letra
A-
A+

Nova York estuda proibir que as redes de fast-food incentivem a venda de seus menus infantis com brinquedos, a não ser que tenham um número reduzido de calorias, o que a transformaria na segunda grande cidade dos EUA a aplicar esse tipo de medida, após San Francisco.

O conselheiro municipal nova-iorquino Leroy Comrie defendeu nesta quarta-feira uma proposta que proibiria as redes de fast-food de associarem brinquedos ou outros brindes aos menus infantis, a não ser que estes cumpram certos requisitos nutricionais, entre eles ter menos de 500 calorias e pouco sal.

A obesidade infantil é um problema que preocupa os Estados Unidos e, só na cidade de Nova York, uma em cada três crianças tem sobrepeso, argumentou nesta quarta-feira o conselheiro, que também sofre desse problema e defende estabelecer multas que poderiam chegar a US$ 2,5 mil.

San Francisco (Califórnia) já tem implantada uma proibição parecida, que obriga as redes de fast-food a melhorarem o valor nutritivo de suas comidas para crianças se quiserem continuar fazendo promoções com brinquedos.

A lei da cidade californiana impede que os estabelecimentos deem presentes associados a alimentos infantis que tenham mais de 640 miligramas de sódio, 600 calorias e 35% de suas calorias originadas de gorduras.

Nova York já exige que esses estabelecimentos detalhem as calorias de seus alimentos, uma iniciativa que na semana passada a agência reguladora de alimentos e medicamentos dos EUA (FDA) anunciou que estenderá a partir de 2012 para todo o país.

Os americanos consomem um terço de todas as calorias em comidas preparadas fora da casa, segundo a FDA, que calcula que a medida afetará 280 mil estabelecimentos.

A luta contra a obesidade é uma das prioridades da Administração do presidente Barack Obama perante o preocupante aumento desse problema entre a população, especialmente entre as crianças.

Um relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) detalha que o número de pessoas adultas obesas nos Estados Unidos era de 2,4 milhões no final de 2010.

A primeira-dama, Michelle Obama, lançou no ano passado o programa "LeT's Move", dirigido especialmente para as crianças, que procura instaurar hábitos alimentares mais saudáveis e incentivar a prática de exercícios físicos.

Fonte: EFE
   Palavras-chave:   Briquedos com fast-food    Binquedos    Fast-food    Proibição de brinquedos    New York   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Nova York pode proibir brinquedos em lanches infantis de redes de fast-food
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Nova York pode proibir brinquedos em lanches infantis de redes de fast-food


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
briquedos com fast-food    binquedos    fast-food    proibição de brinquedos    New York   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.