Saúde Pública
publicado em 29/03/2011 às 14h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

A prefeitura do Rio de Janeiro lançou, nesta segunda-feira (28), o programa "Cegonha Carioca". Com investimentos de R$13 milhões, o objetivo do programa é reduzir a mortalidade materno-infantil e incentivar a realização do pré-natal.

No "Cegonha Carioca", a grávida sabe em que hospital terá o seu bebê já no terceiro trimestre de gravidez, recebe enxoval para o recém-nascido e conta com ambulâncias para transporte até a maternidade na hora do parto.

Em sua primeira fase, o programa Cegonha Carioca beneficiará cerca de seis mil grávidas, moradoras da Rocinha, Santa Cruz, Paciência e Sepetiba. Ao longo dos próximos 12 meses, o programa será gradativamente ampliado para toda a cidade. Atualmente, em metade da cidade o parto já é referenciado, ou seja, a grávida já tem a garantia da maternidade onde vai dar à luz.

Com o programa, as gestantes que realizam o pré-natal em unidades da rede básica municipal recebem o Passaporte Cegonha, onde fica registrada a maternidade de referência para a realização do parto. As mulheres cadastradas e um acompanhante visitam a sua maternidade com antecedência, conhecem a estrutura do local e tiram dúvidas sobre o momento da internação e do parto.

Durante a visita, as futuras mamães recebem um enxoval para o seu filho. Quando chega a hora do parto, a gestante tem uma ambulância exclusiva para levá-la à maternidade. O transporte é acionado por meio de uma central telefônica, que funciona 24 horas por dia, inclusive nos finais de semana e feriados, e conta com uma equipe de enfermeiros-obstetras para orientar as pacientes. O programa prevê ainda a criação, em breve, de um berçário virtual, com fotos dos recém-nascidos.

A Prefeitura do Rio tem como meta a redução da mortalidade materno-infantil na cidade. Para isso, vem investindo em ações de prevenção e promoção da saúde que já apresentam resultados. As taxas tiveram queda de 2009 para 2010. A mortalidade infantil caiu de 13,6 para 12,8 mil nascidos vivos e a materna de 71,1 para 59,6 / cem mil nascidos vivos.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Cegonha Carioca    Mortalidade Materno-Infantil    Mortalidade Infantil    Parto    Gravidez   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Cegonha Carioca    Mortalidade Materno-Infantil    Mortalidade Infantil    Parto    Gravidez   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.