Geral
publicado em 25/03/2011 às 18h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Olival Santos
Maria das Mercês Pereira, coordenadora do Núcleo de Epidemiologia do Hospital Geral do Estado (HGE)
  « Anterior
Próxima »  
Maria das Mercês Pereira, coordenadora do Núcleo de Epidemiologia do Hospital Geral do Estado (HGE)

O Núcleo de Epidemiologia do Hospital Geral do Estado de Alagoas (HGE) registrou, no ano passado, 382 casos de violência doméstica, sexual ou auto-provocada (suicídio). No HGE, o Núcleo de Epidemiologia promoveu capacitações para sensibilizar a equipe multiprofissional sobre a necessidade de anotar na ficha ou prontuário do paciente qualquer suspeita de maus tratos, principalmente, contra mulheres, crianças, adolescentes e idosos.

A notificação de suspeita de casos de violência é obrigatória para todos os profissionais dos serviços de saúde públicos e privados, como previsto na portaria 104, publicada pelo Ministério da Saúde no último mês de janeiro.

De acordo com coordenadora do núcleo, Maria das Mercês Pereira, os dados sobre violência doméstica permitem aos gestores de saúde das três esferas de governo implementar medidas para diminuir as ocorrências. " Ao conscientizar os profissionais que atuam no hospital sobre a importância da notificação, estamos contribuindo para reduzir os índices alarmantes que são veiculados na mídia e colaborando para a sobrevivência mais digna das vítimas" , destacou.

Ela explicou que apesar de o HGE ter registrado 382 casos de violência em 2010, quem for conferir os números no Sistema de Informação Nacional de Agravos de Notificação (Sinan) encontrará somente 195 notificações. " A diferença ocorreu porque o Núcleo de Epidemiologia do HGE começou a notificar antes da instalação do sistema na unidade. O mais importante é que já dispomos de uma ferramenta de trabalho que vai orientar as ações de vigilância epidemiológica em Alagoas" , justificou.

" Ainda temos dificuldades na busca das informações, por isso apelamos a todos os profissionais para que façam anotações precisas nas fichas e prontuários do paciente" , ressaltou a coordenadora, acrescentando que os dados sobre violência já foram publicados no boletim epidemiológico do HGE.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Atendimento    Violência doméstica    Alagoas    HGE   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Atendimento    violência doméstica    Alagoas    HGE   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.