Ciência e Tecnologia
publicado em 19/03/2011 às 13h45:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/rrbernardi.wordpress.com
Imagem atual da usina Nuclear de Chernobyl, na Ucrânia. O acidente aconteceu em 26 de abril de 1986
  « Anterior
Próxima »  
Imagem atual da usina Nuclear de Chernobyl, na Ucrânia. O acidente aconteceu em 26 de abril de 1986

Crianças e adolescentes que beberam leite contaminado ou comeram queijo afetado pela radioatividade nas semanas que seguiram ao acidente na usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, em 1986, apresentam risco aumentado de câncer de tireóide. É o que aponta estudo divulgado pelo Instituto Nacional do Câncer, nos Estados Unidos.

O levantamento confirma pesquisas anteriores sobre os riscos de um isótopo do iodo radioativo, o I-131, ser capaz de acumular na glândula tireoide e causar câncer mais tarde.

O I-131, iodeto de potássio, é frequentemente dado como suplemento para impedir a acumulação do tipo radioativo na tireoide, mas as autoridades russas não conseguiram fornecer o complemento a todas as pessoas em risco.

O iodo radioativo tem meia-vida de oito dias, e não foi pensado para estar presente no exterior da usina em concentrações elevadas o suficiente para causar problemas imediatos de saúde. Mas o isótopo liberado no acidente foi concentrado no leite das vacas, e as crianças que tomaram leite contaminado ou comeram produtos lácteos afetados estão particularmente em risco.

O estudo

Uma equipe internacional de pesquisadores liderada pelo Instituto Nacional do Câncer (EUA) tem acompanhado os efeitos na saúde após o acidente de Chernobyl durante anos.

No estudo divulgado recentemente, a equipe examinou 12.500 pessoas que tinham menos de 18 anos de idade no momento do acidente de 1986 e viveram em uma das três províncias mais próximas do local do acidente: Chernigov, Zhytomyr, and Kiev. O nível de radiatividade nas glândulas tireoide dos participantes foram medidas dois meses após o acidente.

Resultados mostraram que aqueles com a maior exposição estavam em maior risco de desenvolver câncer de tireoide nos anos posteriores. Sessenta e cinco participantes do estudo desenvolveram câncer de tireoide durante o estudo de dez anos de duração.

De fato, o aumento dos riscos associados com a exposição ao iodo radioativo ainda não mostrou nenhum sinal de declínio 25 anos após a explosão. Estudos feitos no Japão após a Segunda Guerra Mundial sugeriu que o aumento do risco de câncer de tireoide começou a declinar apenas 30 anos após as explosões atômicas, mas permaneceu acima do normal, mesmo quatro décadas depois.

Alguns dos participantes no estudo de Chernobyl viviam até 90 quilômetros do local do acidente, demonstrando os riscos de beber ou comer alimentos contaminados entre as pessoas que foram expostas a pouco ou nenhum iodo radioativo da explosão imediata.

"Este estudo confirma o risco de câncer de tireoide derivado do iodo radioativo" , observou a co-autora do estudo Alina V. Brenner. "Mas o câncer de tireoide é um grande câncer não-letal, se detectado e tratado a tempo, ele têm um bom prognóstico."

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Radioatividade    Iodo radioativo    I-131    Câncer de tireoide    Instituto Nacional do Câncer   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
radioatividade    iodo radioativo    I-131    câncer de tireoide    Instituto Nacional do Câncer   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.