Ciência e Tecnologia
publicado em 15/03/2011 às 20h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/notjustcute.com
Teste de leitura, escrita e matemática revelaram significativa diferença de desempenho entre crianças amamentadas e crianças que não receberam leite materno
  « Anterior
Próxima »  
Teste de leitura, escrita e matemática revelaram significativa diferença de desempenho entre crianças amamentadas e crianças que não receberam leite materno

Crianças que foram amamentadas com leite materno, no peito, apresentam melhor desempenho na escola. É o que aponta pesquisa realizada pela Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Resultados mostram que menos de quatro semanas de aleitamento materno para um recém-nascido tem efeito significativo no desenvolvimento do cérebro, que persiste até que a criança tenha pelo menos 14 anos de idade.

A equipe de pesquisa combinou cada bebê amamentado com um ou mais bebês que não foram amamentados, mas que foram semelhantes em todos os outros aspectos.

Resultados do teste de leitura, escrita e matemática para as crianças nas idades de cinco, sete, 11 e 14 anos, revelaram uma diferença estatisticamente significativa entre aquelas que haviam sido amamentados em comparação com aquelas que não receberam leite materno.

O estudo

A amamentação é mais provável que seja praticada por mães de classe social mais elevada, com um QI mais elevado. Os pesquisadores precisavam demonstrar se a relação entre a amamentação e o desenvolvimento do cérebro foi causada pelo aleitamento exclusivamente, ou se era porque as mães que amamentam tendem a ter filhos mais bem sucedidos de qualquer maneira.

Eles usaram dados do Estudo Longitudinal Avon de Pais e Filhos, que abrange 12 mil crianças nascidas no início de 1990 na área de Bristol, no Reino Unido. Os bebês foram comparados em uma enorme gama de características, incluindo: sexo, idade gestacional, peso ao nascer, idade da mãe e estado civil, situação dos pais em trabalho e educação e seu ambiente familiar.

"Comparando os resultados dos testes dos grupos de crianças combinados desta maneira, estamos efetivamente estimando o efeito causal da amamentação. Nós achamos que a amamentação tem um efeito causal sobre os resultados cognitivos das crianças. A diferença é estatisticamente significantes nas pontuações de inglês, matemática e ciência, e continua na escola secundária. De fato, há alguma evidência de que o efeito tende a crescer ao longo do tempo" , afirmou a co-autora do estudo, Almudena Sevilla-Sanz.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Amamentação    Desempenho escolar    QI    Universidade de Oxford   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
amamentação    desempenho escolar    QI    Universidade de Oxford   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.