Ciência e Tecnologia
publicado em 08/03/2011 às 14h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Cientistas do Walter and Eliza Hall Institute, na Austrália, identificaram a população de células imunes chave responsável pela regulação da resposta imune do organismo.

A descoberta pode ter consequências abrangentes para o tratamento de doenças auto-imunes, transplantes de órgãos e câncer, e mudar a forma como a eficácia de novos medicamentos desenvolvidos é medida.

A descoberta, feita pelo pesquisador Axel Kallies, é centrada em uma população de células do sistema imunológico chamadas células T reguladoras.

As células T reguladoras (T-regs) são responsáveis pela limitação da resposta imune. Os distúrbios que diminuem a atividade T-reg podem levar a doenças auto-imunes como diabetes tipo 1 ou doença celíaca, enquanto o aumento da atividade T-reg pode suprimir o sistema imunológico, quando deveria ser ativo e matar células cancerosas ou infectadas.

Kallies disse que a equipe de investigação usou as assinaturas moleculares para identificar quais as células dentro da população de células T reguladoras são responsáveis para suprimir respostas imunes.

Os pesquisadores mostraram que o número absoluto de células T reguladoras não é tão importante quanto a presença desta população ativa de células T reguladoras.

A pesquisa mostrou que os ratos sem populações atuvas de células T-reg desenvolveram doença auto-imune inflamatória intestinal grave, que é fatal.

"Não ter essa população de células T no intestino faz com que a resposta imune se extenue e ataque as células do próprio corpo", disse ele. "A falta do fator necessário para gerar células T-reg ativas também tem sido implicada no estudo do genoma humano a nível da doença de Crohn. Assim, parece que esta população celular está fortemente ligada ao desenvolvimento da auto-imunidade", disse o pesquisador Stephen Nutt.

A equipe de pesquisa espera que re-definir o subconjunto da população ativa T-reg daria a eles a capacidade de desenvolver novas formas de aumentar ou bloquear sua atividade no organismo. "O próximo passo para a minha pesquisa é olhar para a função desta população T-reg ativa na auto-imunidade e no câncer", observou a colaboradora Erika Cretney.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
células imunes    células T reguladoras    doenças auto-imunes    Walter and Eliza Hall Institute   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.