Ciência e Tecnologia
publicado em 22/02/2011 às 16h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Um bioengenheiro da Universidade de Duke, Estados Unidos, utiliza recentes aplicações de uma tecnologia inventada há 50 anos para analisar material genético, na tentativa de detectar os primeiros sinais de câncer em uma única célula de maneira não-invasiva e sem a necessidade de uma biópsia.

"A tecnologia laser é, definitivamente, o futuro da pesquisa biomédica e aplicações clínicas", disse Tuan Vo-Dinh, na reunião anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS), realizada em Washington (EUA). "Ele é capaz de ceder a informação crítica de transição da estrutura molecular e a função fisiológica, processo mais importante na compreensão, tratamento e prevenção de uma doença, como o câncer".

"Lasers poderiam levar ao desenvolvimento de novas ferramentas para diagnóstico precoce, detecção de drogas e tratamentos médicos para além do nível celular de organelas individuais e até mesmo DNA, o bloco de construção da vida", completou.

Vo-Dinh e seus colegas desenvolveram o que eles chamam de "sentinelas moleculares", nanopartículas metálicas que acompanham trechos de DNA capazes de detectar sinais precoces do câncer no nível do DNA e RNA, levando a um tratamento eficaz. Quando a luz é dirigida a partir de amostras da célula, a nanopartícula pode relatar as condições de voltar para dentro. Esta técnica é conhecida como óptica avançada de superfície de espalhamento Raman (SERS).

Quando a luz laser é direcionada a uma amostra, a molécula-alvo vibra e dispersa de volta sua luz própria e única, muitas vezes referido como o espalhamento Raman.

"Essa tecnologia pode ser utilizada na detecção direta de espécies químicas e biológicas das espécies com sensibilidade apurada ou para monitorar o ambiente no interior das células únicas", disse Vo-Dinh. "Dito de outra forma, as nanossondas desempenham o papel de sentinelas de patrulhamento molecular da solução da amostra, passando a sua luz de alerta ligado e desligado quando ocorre um evento significativo".

Usando essa abordagem, os pesquisadores já tinham sido capazes de ler as sequências de genes de agentes infecciosos como HIV e biomarcadores precoces de outras doenças, tais como os genes BRCA1 e ERB2 do câncer de mama.

Os pesquisadores da Duke também desenvolveram nano-sensores ópticos, que, quando atingidos pela luz do laser, podem sondar os parâmetros fisiológicos, incluindo os níveis de pH, marcadores bioquímicos, como os metabólitos causadores do câncer ligados ao DNA, e as vias moleculares, como a morte celular programada por apoptose.

"Estes nanosensores estão levando a uma nova geração de ferramentas que podem detectar os primeiros sinais da doença a nível de uma única célula em uma aproximação da biologia de sistemas e têm o potencial de alterar nossa compreensão do processo da vida", concluiu Vo-Dinh.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Bioengenharia    Laser    Material genético    Câncer   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Bioengenharia    laser    material genético    câncer   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.