Geral
publicado em 14/02/2011 às 02h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Filhas de ratos que receberam suplementos de ácido fólico antes de serem concebidas, durante a gravidez e a amamentação apresentaram um risco de câncer de mama duas vezes maior que outros ratos, de acordo com estudo realizado no Hospital St. Michael, no Canadá.

Animais também tiveram mais tumores e desenvolveram a doença em um ritmo mais rápido, de acordo com o gastroenterologista Young-nos Kim.

Kim destacou que mais estudos precisam ser feitos para determinar se os resultados também se aplicam aos seres humanos. Embora haja semelhanças no câncer de mama em ratos e humanos, há diferenças na forma como ratos e humanos metabolizam o ácido fólico.

"Nós não queremos que as mulheres grávidas entrem em pânico", disse ele.

Benefícios não confirmados

A quantidade de ácido fólico à qual os fetos foram expostos aumentou dramaticamente na América do Norte na última década.

As mulheres são normalmente aconselhadas a tomar suplementos de ácido fólico antes de engravidar e durante a gravidez para prevenir defeitos do tubo neural do bebê, como espinha bífida.

Desde 1998, governos do Canadá e dos Estados Unidos exigiram que os fabricantes de alimentos adicionassem ácido fólico na farinha de trigo, macarrão e produtos de milho como forma de garantir que as mulheres recebessem vitamina B em quantidade suficiente. Além disso, até 40% dos norte-americanos tomam suplementos de ácido fólico para benefícios de saúde que ainda não foram comprovados.

Uma dieta rica em folato natural, encontrado em grãos e legumes escuros, podem ajudar a prevenir câncer. Mas o estudo de Kim contribui para um crescente corpo de evidência que afirma que a ingestão elevada de folato através de suplementos pode promover alguns tipos de câncer - e impedir outros.

Estudos anteriores demonstraram que os suplementos de ácido fólico tomados antes da concepção pode aumentar ou diminuir certos tipos de câncer pediátrico nos filhos.

Alguns desses pequenos estudos observacionais têm ligado o ácido fólico a uma diminuição nos neuroblastomas, leucemia e alguns tumores do cérebro, mas outros têm demonstrado um aumento nos tumores cerebrais.

Kim apresentou a pesquisa no ano passado, mostrando os suplementos de ácido fólico materno diminuiu câncer de cólon em prole por cerca de 65 %.

"Isso significa que o impacto de suplementos de ácido fólico pode ser específico de cada órgão", afirmou Kim. "Ele pode diminuir alguns tipos de câncer, mas promover outros."

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   ácido fólico    Gravidez    Câncer de mama    Hospital St. Michael   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
ácido fólico    gravidez    câncer de mama    Hospital St. Michael   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.