Profissão Saúde
publicado em 26/01/2011 às 17h40:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

O presidente do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), Paulo de Argollo Mendes, constata em tom de alerta: "Os gestores públicos não ouvem os gemidos dos pacientes nas emergências". Para o dirigente, falta vontade política para resolver o caos no setor e adverte que "não é possível esperar mais nem um dia" pela reabertura dos hospitais da ULBRA - Independência (95 leitos) e Luterano (117 leitos), repassados esta semana à prefeitura da Capital (primeiro) e ao Hospital de Clínicas (HCPA) - Luterano. As duas unidades estão fechadas desde abril de 2009.

O sindicato buscou o Ministério Público nesta segunda-feira, 24, e propôs que seja firmado um termo de ajustamento de conduta (TAC) com os gestores prevendo cronograma urgente de reabertura. Argollo lembra que a definição não pode ficar apenas nas mãos da prefeitura e HCPA.

"Não há razão técnica para adiar e sim política. O governo federal não cansa de criar Medida Provisória para tudo. Um dos primeiros atos do governo Tarso foi enviar pedido à Assembleia para elevar a remuneração de cargos técnicos. A saúde precisa (e merece) da mesma agilidade", cobrou. E lembra: "Cansamos de ver hospitais funcionando com goteiras, sem equipamentos e médicos suficientes e outros problemas e ninguém fecha os estabelecimentos por isso".

O Sindicato defendeu, em 23 de agosto de 2010, a decretação de calamidade pública no setor, diante de registro de níveis recordes de ocupação (no Conceição, foram computados 160 pacientes para 50 vagas), o que geraria condições para apressar procedimentos para o funcionamento dos hospitais.

Recentemente, o governo de Rondônia tomou a medida diante do caos das emergências. O que preocupa a entidade são os novos patamares: apuração diária do Simers aponta que a média de janeiro na emergência do Clínicas é de 137 pacientes para 49 leitos (quase 200% acima da capacidade). Nos demais hospitais, ocorre o mesmo.

Situação

Os dois novos gestores das unidades da ULBRA projetaram o funcionamento do Independência e Luterano (que deve se chamar Álvaro Alvim) somente para a metade do ano ou no segundo semestre. Os dois hospitais atenderão 100% SUS. O presidente do SIMERS lembra que a transferência dos estabelecimentos foi fruto da mobilização de entidades, entre elas o próprio Sindicato, e que a demora impõe um sofrimento a pacientes.

" Desde 2010, as principais emergências SUS registram novo patamar de ocupação. O que é superlotação há tempo virou algo normal, como se a realidade fosse operar com 160%, 180% ou mais de 200% acima da capacidade. Uma situação que há muito já compromete as condições reais de os médicos salvarem vidas" , adverte o dirigente médico.

A direção do sindicato lembra que, em 20 de janeiro de 2010, a entidade flagrou o primeiro recorde na ocupação da emergência do Hospital Conceição, com 140 pacientes. Nos meses seguintes, o quadro só piorou. Hoje há ação na Justiça, movida pelo Ministério Público estadual, que exige abertura de 700 vagas de internação pelo SUS na Capital. Levantamento do Núcleo de Pesquisa do SIMERS registra redução de 3 mil vagas hospitalares no setor entre 1993 e 2010.

Argollo ressalta que a reabertura dos hospitais da ULBRA ajudará a repor vagas que haviam sido perdidas. " Continuamos com um grande déficit. Não podemos esperar meses para ter estes leitos, que não serão suficientes. É preciso buscar aumento da estrutura urgentemente" , apela.

Fonte: SIMERS
   Palavras-chave:   Superlotação    Alerta    Simers    Presidente    Sindicato   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Superlotação    Alerta    Simers    Presidente    Sindicato   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.