Ciência e Tecnologia
publicado em 17/01/2011 às 19h55:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Compostos presentes no mirtilo podem proteger contra a pressão alta, segundo uma nova pesquisa da Universidade de East Anglia e da Universidade de Harvard. Novos estudos mostram que os compostos bioativos encontrados na fruta, chamados antocianinas, oferecem proteção contra a hipertensão. Em comparação com aqueles que não comem mirtilos, aqueles que comem pelo menos uma porção por semana reduziram o risco de desenvolver a doença em 10 %.

As antocianinas pertencem à família dos compostos bioativos chamados flavonoides e são encontradas em grandes quantidades na groselha, framboesa, suco de laranja e beringela, sangue e mirtilos. Outros flavonoides são encontrados em muitas frutas, legumes, grãos e ervas.

A equipe de cientistas estudou 134 mil mulheres e 47 mil homens durante um período de 14 anos. Nenhum dos participantes tinha hipertensão no início do estudo. Os indivíduos foram convidados a preencher questionários sobre a saúde a cada dois anos, e sua ingestão dietética foi avaliada a cada quatro anos. A incidência de hipertensão recém diagnosticada durante o período de 14 anos foi, então, relacionada ao consumo de vários flavonoides diferentes.

Durante o estudo, 35.000 participantes desenvolveram hipertensão. A informação sobre a dieta classificou o chá como o principal contribuinte de flavonoides, com maçãs, suco de laranja, mirtilos, vinho tinto, e morangos também fornecendo quantidades importantes.

Quando os pesquisadores analisaram a relação entre subclasses de flavonoides e indivíduos com hipertensão, eles descobriram que participantes que consumiam maiores quantidades de antocianinas, foram 8 % menos prováveis de serem diagnosticados com hipertensão do que aqueles que consumiam menores quantidades. O efeito foi ainda mais forte em participantes com menos de 60 anos de idade, para o consumo de mirtilo e não para o consumo de morango. Comparado com as pessoas que não comiam mirtilo, aqueles que comem pelo menos uma porção da fruta por semana eram 10 % menos prováveis de se tornarem hipertensos.

"Nossos resultados são animadores e sugerem que a ingestão dietética de antocianinas podem contribuir para a prevenção da hipertensão", disse o autor do estudo, Aedin Cassidy.

A próxima etapa da pesquisa será a realização de ensaios clínicos aleatórios com diferentes fontes alimentares de antocianinas para definir a dose e as fontes ideais para a prevenção da hipertensão.

Os pesquisadores acreditam que isso permitirá o desenvolvimento de recomendações de saúde pública orientadas sobre como reduzir a pressão arterial.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Mirtilo    Hipertensão    Antocianinas    Aedin Cassidy    Universidade de East Anglia   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
mirtilo    hipertensão    Antocianinas    Aedin Cassidy    Universidade de East Anglia   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.