Ciência e Tecnologia
publicado em 20/11/2010 às 13h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Dispositivo de assistência ventricular esquerda HVAD HeartWare ® Dispositivo de assistência ventricular esquerda HVAD HeartWare ®
  « Anterior
Próxima »  
Dispositivo de assistência ventricular esquerda HVAD HeartWare ®
Dispositivo de assistência ventricular esquerda HVAD HeartWare ®

Uma bomba experimental implantada para ajudar o coração de pacientes com insuficiência cardíaca avançada em espera por um transplante de coração apresenta resultados semelhantes a outros dispositivos já aprovados, de acordo com um novo estudo apresentado na Scientific American Heart Association's Sessions 2010.

Em uma avaliação não aleatória do dispositivo de assistência ventricular esquerda HVAD HeartWare ®, os pesquisadores descobriram que a abordagem em menor tamanho que as bombas disponíveis atingiu sua principal finalidade, garantindo a sobrevida de pacientes que aguardam por um transplante cardíaco.

Entre os pacientes com HVAD, 92 % sobreviveram por 180 dias com a bomba, receberam um transplante ou se recuperaram o suficiente para que o dispositivo fosse removido, todos os tratamentos considerados bem sucedidos. Da mesma forma, 90 % dos pacientes do grupo controle esperando por transplantes de coração e tratados com bombas já aprovadas foram tratados com sucesso. Quase um ano após o implante da bomba experimental, 91 % dos pacientes HVAD e 86 % dos controles tinham sobrevivido, uma diferença que não foi estatisticamente significativa.

Entre março de 2009 e fevereiro de 2010, pesquisadores registraram 140 pacientes na lista de espera de transplante para receberem um HVAD. A idade média foi de 53 anos, 72 % eram do sexo masculino e a maioria (82 %) sofria de insuficiência cardíaca há pelo menos um ano.

O grupo controle incluiu 499 pacientes com insuficiência cardíaca que receberam bombas comercialmente disponíveis durante o mesmo período. Os investigadores compararam as taxas de sobrevivência e sucesso entre os pacientes do grupo controle e HVAD 180 e 360 dias após o implante. Eles também avaliaram a capacidade funcional e qualidade de vida dos pacientes HVAD, bem como os efeitos adversos da bomba experimental.

Resultados do estudo mostraram que quando testados três meses após a cirurgia, os pacientes HVAD tiveram melhorias muito grandes na insuficiência cardíaca e na qualidade de vida.

O HVAD é uma bomba de fluxo contínuo, mas em menor tamanho que as outras. Isso permite que parte dela seja implantada diretamente na câmara de bombeamento principal do coração, o ventrículo esquerdo, com o restante do dispositivo sendo colocado no espaço ao redor do coração. Os outros dispositivos de fluxo contínuo disponíveis são colocados no abdômen dentro de uma bolsa criada cirurgicamente.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
bomba cardíaca    transplante cardíaco    HVAD    Scientific American Heart Association's Sessions 2010.   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.