Geral
publicado em 17/11/2010 às 16h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Guto Brito/Fiocruz
Mariana explica que os resultados do projeto, somados a dados ecoepidemiológicos, permitirão buscar correlações entre genótipos e regiões específicas
  « Anterior
Próxima »  
Mariana explica que os resultados do projeto, somados a dados ecoepidemiológicos, permitirão buscar correlações entre genótipos e regiões específicas

Detectar a variação e a distribuição genética das espécies do gênero Leishmania no Brasil, para gerar informações necessárias no rastreamento, na identificação e na vigilância da doença foi o objetivo da pesquisa apresentada pelo Laboratório de Pesquisas em Leishmanioses do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) em evento científico recente na Holanda. As espécies do gênero leishmania causam diversas formas da leishmaniose, incluindo cutânea, mucocutânea e visceral. A pesquisa científica analisou a sequência de DNA de quatro genes a partir de 97 isolados de leishmania de oito espécies do subgênero L. (Viannia) de diversas regiões do Brasil e também de outros países das Américas.

O estudo foi desenvolvido por Mariana Côrtes Boité, que desenvolve o estudo como seu projeto de doutorado no Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular. Boité e a equipe de pesquisadores têm motivos de sobra para comemorar. O laboratório do IOC foi reconhecido internacionalmente com um trabalho vencedor na 10ª Conferência sobre Epidemiologia Molecular e Evolução Genética de Doenças Infecciosas (Meegid - sigla em inglês de Molecular Epidemiology and Evolutionary Genetics of Infectious Diseases Conference), realizada de 3 a 5 de novembro. A pesquisadora viajou a Amsterdã para apresentar o trabalho, que foi premiado na categoria Melhor Comunicação Oral de Estudante.

" Nosso trabalho busca contribuir para a compreensão do padrão de distribuição da diversidade genética do parasita no território brasileiro, numa dimensão ecológica e geográfica" , afirma Boité. " Os resultados do projeto, somados a dados ecoepidemiológicos, permitirão buscar correlações entre genótipos e regiões específicas" , explica. Os dados poderão ser associados ao desenvolvimento clínico da doença, contribuindo para o aperfeiçoamento das medidas de controle.

" Fiquei muito feliz e emocionada por ter nosso trabalho reconhecido. Me senti orgulhosa por representar o IOC em uma conferência de impacto internacional como este" , comemora. " O Meegid é um evento que apresenta um público diversificado, envolvendo bacteriologistas, virologistas e parasitologistas, o que o torna muito enriquecedor" , completa.

O projeto foi resultado de colaboração entre o Laboratório de Pesquisa em Leishmaniose do IOC, a Coleção de Leishmanias do Instituto, a London School of Hygiene and Tropical Medicine (LSHTM) e o Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, ligado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA).

Fonte: FIOCRUZ
   Palavras-chave:   Leishmania    Banco    Gênero    Identificação    Fiocruz   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Leishmania    Banco    Gênero    Identificação    Fiocruz   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.