Campus Party
publicado em 14/10/2010 às 03h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Pesquisadores da Oregon Health & Science University School of Dentistry, nos Estados Unidos, descobriram que um sistema de detecção de biossensor de luz pode determinar rapidamente e com eficácia se os tratamentos antibacterianos estão funcionando em pacientes com periodontite, uma infecção gengival grave que pode causar perda de dentes e está associada com um aumento risco de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral e outros problemas graves de saúde.

Examinando as interações medicamentosas no tratamento da periodontite, a equipe também descobriu que os anestésicos lidocaína e prilocaína, e o anti-séptico clorexidina não interferem com o antibiótico cloridrato de minociclina quando ele é usado para tratar a doença periodontal, e que as drogas podem realmente complementar a atividade antimicrobiana de tal tratamento.

A periodontite induzida por placa, ou inflamação da gengiva com perda de tecido e osso, é normalmente tratada não cirurgicamente por raspagem e alisamento radicular. Uma terapia adjuvante não-cirúrgica é o uso do antibiótico cloridrato de minociclina, que pode ser entregue diretamente nos dentes. O antisséptico clorexidina é normalmente usado em conjunto com a terapia antibiótica. Os anestésicos lidocaína e prilocaína são muitas vezes aplicados diretamente nos dentes por entorpecentes antes da raspagem e alisamento radicular.

O objetivo do estudo foi usar um gene gerador de luz para o desenvolvimento de um biossensor de bactérias orais, e, em seguida, examinar o efeito do cloridrato de minociclina isoladamente ou em combinação com lidocaína prilocaína / ou clorexidina.

A equipe descobriu que o cloridrato de minociclina produziu resultados rápidos e eficazes no tratamento da infecção periodontal. Quando a lidocaína e prilocaína foram adicionadas ao esquema de cloridrato de minociclina, não houve interferência com a atividade potente antibacteriana do cloridrato de minociclina, mas sim um efeito aditivo antibacteriano. Os enxaguatórios bucais, tanto em conjunto com altas e baixas doses de cloridrato de minociclina, também tiveram um efeito aditivo.

"Ficamos satisfeitos com a sensibilidade do gene gerador de bioluminescência na determinação da atividade antimicrobiana. O sistema de biossensor também nos permitiu controlar rapidamente a inibição do metabolismo bacteriano, o que é promissor", observou o investigadro principal do estudo, Curt Machida.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Biossensor de luz    tratamentos antibacterianos    Periodontite    Curt Machida    Oregon Health & Science University School of Dentistry   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.