Ciência e Tecnologia
publicado em 14/10/2010 às 03h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Um medicamento aprovado para tratar a dor no peito está sendo testado como tratamento potencial para arritmias ventriculares. O novo ensaio clínico é o primeiro grande estudo a testar um novo conceito, o bloqueio das correntes de sódio que governam os principais componentes da atividade elétrica do coração para combater essas arritmias letais.

Esta abordagem representa uma nova avenida de terapia depois de duas décadas sem avanços significativos no tratamento com medicamentos inovadores para as arritmias ventriculares. Os dois principais pesquisadores do novo estudo, Wojciech Zareba e Arthur J. Moss, da University of Rochester Medical Center, nos Estados Unidos, são especialistas mundiais no tratamento das arritmias.

Pacientes com risco aumentado de ritmo cardíaco particularmente rápido conhecido como taquiarritmias ventriculares têm taxas de sobrevivência muito baixas. A droga do estudo, Ranexa ® (ranolazina), foi testada em animais e em estudos clínicos, e tem demonstrado propriedades anti-arrítmicas. O medicamento também foi previamente testado em pacientes com doença cardíaca conhecida como síndrome do QT longo (SQTL) - uma síndrome rara e hereditária que faz o coração suscetível a arritmias fatais, com resultados favoráveis.

"Este estudo é muito importante porque atuais agentes anti-arrítmicos não oferecem proteção suficiente para os pacientes de alto risco ou não podem ser usados por muito tempo devido aos efeitos colaterais negativos, e alguns até mesmo causam perturbações adicionais do ritmo cardíaco", disse Zareba. "Acreditamos que a ranolazina seja uma terapia promissora e que este processo pode fornecer uma abordagem revolucionária para tratar estes distúrbios do ritmo cardíaco."

No estudo clínico aleatório, pacientes de alto risco que já têm cardioversores-desfibriladores implantáveis ou CDI, dispositivos que detectam arritmias cardíacas e choque no coração de volta em um ritmo normal, vão receber ranolazina ou placebo. O objetivo do estudo, conhecido como RAID, é determinar se a ranolazina diminui a morte por arritmia cardíaca, e também se diminui o risco de hospitalizações por causas cardíacas, incluindo arritmias cardíacas ou ataques cardíacos. Os investigadores do estudo pretende inscrever cerca de 1.440 pacientes em 80 centros nos Estados Unidos.

De acordo com Moss, este estudo é o certo no momento certo. Sabemos que ranolazina tem um bom perfil de segurança para tratar a dor no peito; testes básicos e clínicos precoces tem sido favoráveis, e nós seremos capazes de controlar com precisão como os pacientes respondem à droga, tendo gravações diretamente do ritmo cardíaco dos pacientes.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
arritmias cardíacas    dor no peito    Ranolazina    Wojciech Zareba    University of Rochester Medical Center   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.