Ciência e Tecnologia
publicado em 24/10/2010 às 13h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/UT Southwestern
O autor sênior do estudo, Roger Rosenberg.
  « Anterior
Próxima »  
O autor sênior do estudo, Roger Rosenberg.

Pesquisadores da University of Texas Southwestern Medical Center, nos Estados Unidos, criaram uma vacina experimental contra a beta-amilóide, a pequena proteína que forma placas no cérebro e que contribui para o desenvolvimento da doença de Alzheimer.

Em comparação com similares chamadas de vacinas de DNA que os pesquisadores testaram em um estudo animal, a nova vacina experimental estimulou mais de 10 vezes anticorpos que se ligam e eliminam a beta-amilóide.

"Futuros estudos incidirão sobre a determinação da segurança da vacina e se ela protege a função mental em animais", disse o autor sênior do estudo, Roger Rosenberg. "O anticorpo é específico, ele se liga à placa no cérebro. Ele não se liga ao tecido do cérebro que não contém placa", disse Rosenberg. "Esta abordagem mostra-se promissora na geração de anticorpos suficientes para seres úteis clinicamente no tratamento de pacientes."

A vacina tradicional - a injeção de proteína beta-amilóide no braço - tem sido demonstrada em outras pesquisas a acionar uma resposta imunológica, incluindo a produção de anticorpos e outras defesas do corpo contra a beta-amilóide. No entanto, a resposta imune a este tipo de vacina às vezes causa inchaço cerebral significativo, então Rosenberg e sua equipe focaram no desenvolvimento de uma vacina de DNA não-tradicional.

A vacina de DNA não contém beta-amilóide em si, mas sim um pedaço do gene da beta-amilóide, que codifica a proteína. No estudo atual, os investigadores revestiram as esferas minúsculas do ouro com o DNA de beta-amilóide e as injetou na pele das orelhas dos animais. Uma vez no corpo, o DNA estimulou uma resposta imunológica, incluindo anticorpos contra a beta-amilóide.

"O próximo passo da pesquisa é testar a segurança a longo prazo em animais", disse Rosenberg. "Depois de sete anos para desenvolver esta vacina, estamos esperançosos de que ela não irá apresentar qualquer toxicidade significativa, e que seremos capaz de desenvolvê-la para uso humano", disse ele.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
vacina experimental contra a doença de Alzheimer    beta-amilóide    vacina de DNA    Roger Rosenberg    University of Texas Southwestern Medical Center   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.