Geral
publicado em 05/10/2010 às 14h57:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

A Secretaria de Estado de Saúde do Mato Grosso (SES), em parceria com o Ministério da Saúde (MS) e o Hospital Maternidade Santa Helena (HSH), realizaram na semana passada, o 1º Curso de Formação de Tutores Estaduais do Método Canguru, voltado aos profissionais que atuam dentro da Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (UTI Neonatal).

A capacitação tem por finalidade formar tutores estaduais do Método Canguru, visando a expansão e fortalecimento do método nas maternidades do estado, bem como a sua incorporação nas políticas de Saúde da Criança.

Foram contemplados cerca de 20 profissionais da UTI Neonatal, no curso de 40 horas semanais e dividido em duas etapas, uma teórica e outra prática. A parte teórica aconteceu na sede do projeto via láctea e as aulas práticas na UTI do Hospital Santa Helena.

Além disso, o curso visou habilitar esses profissionais para exercerem um atendimento humanizado, considerando as peculiaridades de cada caso atendido, promovendo a aproximação o mais precocemente possível entre a mãe e o bebê, para fortalecer o vínculo afetivo, promover o estimulo ao reflexo de sucção ao peito, necessário para o aleitamento e garantir acesso aos cuidados especializados necessários para a atenção ao recém-nascido em risco.

De acordo com a médica pediatra da SES, Regina Coeli, o curso atentou, principalmente, para a necessidade de deixar o recém-nascido baixopeso em contato pele a pele com sua mãe ou com seu pai, uma vez que esse contato estabelece maior apego, segurança, incentivo ao aleitamento materno e melhor desenvolvimento da criança. " Com o aumento do vínculo do recém-nascido com a mão ou outro familiar, ocorre uma diminuição do tempo de permanência dessa criança na UTI, diminuindo as chances de infecção hospitalar, alem de contribuir para o maior contato entre o recém-nascido e os familiares" , disse ela.

Segundo ainda Regina essa é a primeira UTI neonatal a receber esse curso em Mato Grosso. " Esse primeiro curso teve o intuito de abrir caminho para que posteriormente outras maternidades que possuam UTI neonatal possam estar oferecendo aos seus profissionais esse treinamento, que é de vital importância para o restabelecimento das capacidades físicas e maior conforto emocional para o recém-nascido e sua família" , ressaltou Regina.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Mãe Canguru    Neonatologia    Maternidade    SES    Mato Grosso    UTI   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Mãe Canguru    neonatologia    maternidade    SES    Mato Grosso    UTI   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.