Ciência e Tecnologia
publicado em 23/09/2010 às 16h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/Instituto Fraunhofer
Foto: Divulgação/Instituto Fraunhofer
Foto: Divulgação/Instituto Fraunhofer
O Candida albicans, um dos patógenos de infecções de fungos entre os seres humanos O biólogo Christian Grumaz O pesquisador Kai Sohn
  « Anterior
Próxima »  
O Candida albicans, um dos patógenos de infecções de fungos entre os seres humanos
O biólogo Christian Grumaz
O pesquisador Kai Sohn

Pesquisadores do Instituto Fraunhofer, na Alemanha, estão usando um sequenciador de última geração para rastrear um dos mais frequentes patógenos de infecções de fungos entre os seres humanos, o Candida albicans. Os pesquisadores acreditam que o novo método pioneiro poderá explicar porque esse fungo é tão perigoso para certas pessoas com sistema imunológico debilitado.

A maior parte das pessoas é hospedeira desse microorganismo em seus corpos. Esta espécie pode ser localizada na pele, nas membranas mucosas ou nos intestinos - frequentemente sem causar quaisquer sintomas. Contudo, pode ser perigoso para pacientes cujo sistema imunológico foi enfraquecido, como após transplantes de órgãos ou quimioterapia contra o câncer. Em seguida, o fungo penetra em camadas mais profundas do tecido e usa o sistema de sangue para se espalhar pelo corpo.

Esta tecnologia é um verdadeiro divisor de águas, porque pode ser automatizado e acelera muito a análise dos genótipos. Um exemplo é a decodificação do genoma de uma pessoa e a determinação da sequência de bases do DNA, que agora pode ser feito dentro de algumas semanas.

Pesquisadores do Instituto Fraunhofer têm tirado partido da utilização desta tecnologia de ponta para descobrir quais genes desempenham um papel no desenvolvimento da doença que envolve o fungo e o hospedeiro. Eles estão trabalhando com sistemas biológicos que deverão explicar os mecanismos patogênicos essenciais.

Os investigadores começaram isolando mRNA, ou seja, as cópias de todos os genes ativos, a partir de leveduras patogênicas humanas. Em seguida, transformaram o mRNA em fragmento de DNA para sequenciamento. A dificuldade encontrada pelos cientistas é o fato de que não é apenas um par de fragmentos que é sequenciado, e sim milhões de fragmentos de DNA, simultaneamente. Uma fita simples do DNA age como uma matriz, e uma enzima resintetiza a outra fita sobre essa matriz.

Para acompanhar este processo, cada um dos quatro blocos diferentes (as bases adenina - A, guanina - G, citosina - C ou timina - T) são marcados com um corante fluorescente diferente, e um detector captura todos os sinais de luz diferentes. É assim que a sequência de bases pode ser lida, a partir de cada fragmento. A quantidade de dados é analisada com técnicas bioinformacionais e os pesquisadores podem descobrir quais genes ainda estão ativos.

"Na velocidade máxima, podemos usar esse sistema pioneiro para sequenciar simultaneamente até 100 milhões de fragmentos de DNA, com um comprimento de leitura de até 500 bases", explicou o biólogo Christian Grumaz.

"Pela primeira vez, este método permite obter simultaneamente ambos os perfis de transcrição altamente sensíveis de fungos patogênicos humanos e de células do hospedeiro infectado", acrescentou Kai Sohn.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
sequenciador de DNA    técnica de última geração    patógenos    Christian Grumaz    Instituto Fraunhofer   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.