Ciência e Tecnologia
publicado em 22/09/2010 às 21h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/KSKA
Formação de coágulos sanguíneos pode levar ao tromboembolismo venoso
  « Anterior
Próxima »  
Formação de coágulos sanguíneos pode levar ao tromboembolismo venoso

Pesquisa inédita realizada na Universidade de Nottingham, no Reino Unido, revelou que novos tipos de medicamentos antipsicóticos podem aumentar o risco de uma pessoa desenvolver coágulos de sangue perigosos.

O tromboembolismo venoso - termo usado para a trombose venosa profunda e a embolia pulmonar - é uma causa importante e evitável de doenças e morte. Até um quarto dos pacientes afetados morrem dentro de uma semana e quase um terço dos sobreviventes sofrem efeitos a longo prazo.

Já há evidências de que as drogas antipsicóticas, algumas das quais também são prescritas para náuseas, vômitos e vertigem, podem ser associadas com um maior risco de tromboembolismo venoso.

Estudos anteriores, no entanto, foram pequenos e restritos a determinados grupos populacionais, ou não incluíram novos remédios antipsicóticos atípicos.

Os pesquisadores do atual estudo examinaram como estas drogas afetaram as pessoas que fizeram uso delas, olhando para o tipo de droga utilizada e, para a potência e a dose envolvida.

Os investigadores de Nottingham, liderados pela professora Julia Hippisley-Cox, avaliaram 25.532 casos elegíveis, sendo 15.975 pessoas com trombose venosa profunda e 9557 com embolia pulmonar, registrados entre 1996 e 2007, com idade entre 16 e 100 anos.

Os casos foram comparados com 89.491 de pacientes controles e mostrou que as pessoas que receberam antipsicóticos nos últimos 24 meses tiveram um risco 32% maior de tromboembolismo venoso do que os não-usuários, mesmo após ajuste para potenciais fatores de risco.

Os riscos foram maiores para os novos usuários e os pesquisadores descobriram como doentes que tinham começado uma nova droga nos últimos três meses apresentaram cerca de duas vezes um risco maior.

O perigo era ainda maior para os indivíduos prescritos com drogas atípicas, em vez de drogas convencionais. O mesmo aconteceu os pacientes prescritos com drogas de baixa potência em relação aos medicamentos de alta potência.

No entanto, os autores salientam que os riscos absolutos foram baixos, com um excesso de quatro casos adicionais de tromboembolismo venoso em 10 mil pacientes com idades entre 10 e 65 anos.

"Embora estes resultados adicionem à evidência de acumulação de eventos adversos à saúde associadas com as drogas antipsicóticas, eles devem ser confirmados com outras fontes de dados. Se outros estudos replicarem essas descobertas, os medicamentos antipsicóticos devem ser usados com mais cautela para náusea e agitação, especialmente entre os pacientes com alto risco de tromboembolismo. Os pacientes precisam de informações sobre o equilíbrio de riscos e benefícios destes medicamentos, antes de iniciarem o tratamento", concluíram os autores.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
antipsicóticos    coágulos de sangue    tromboembolismo venoso    Julia Hippisley-Cox    Universidade de Nottingham   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.