Ciência e Tecnologia
publicado em 10/09/2010 às 16h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Nicolas Manel/NYU
Partículas virais do HIV-1 são mostradas em detalhe como esferas escuras e atuam infectando as células do organismo
  « Anterior
Próxima »  
Partículas virais do HIV-1 são mostradas em detalhe como esferas escuras e atuam infectando as células do organismo

Uma equipe de cientistas do New York University Langone Medical Center, nos Estados Unidos, descobriu um sensor nas células dendríticas capaz de reconhecer o HIV e provocar uma resposta imune mais potente contra o vírus.

"Esta é a primeira vez que um sistema de alarme que reconhece retrovírus como o HIV é descoberto", disse Dan Littman, principal autor estudo. "A capacidade de estimular uma resposta imune protetora contra o HIV é fundamental para o desenvolvimento de vacinas terapêuticas ou preventivas contra o vírus."

Em contraste com as vacinas normais que impedem a infecção, as vacinas terapêuticas são destinadas a reforçar o sistema imunológico severamente enfraquecido de pessoas infectadas com HIV.

As células dendríticas são chamadas maestros do sistema imunológico, porque orquestram as respostas imunes. Estas células têm atraído grande interesse dos pesquisadores em muitos campos, em função de seu potencial para combater doenças e prevenir a rejeição de órgãos transplantados.

Quando uma célula dendrítica capta um agente patogênico perigoso, ela o rasga e oferece um pedaço para células do sistema imunológico chamadas células T, que se expandem como um exército de clones para coordenar as defesas imunes e destruirem o invasor. Mas as células dendríticas não reconhecem o HIV como uma ameaça. Ao invés disso, o HIV explora as células para conseguir uma "carona" até as células T que se tornam infectadas com o vírus.

Embora o HIV entre nas células dendríticas, um mecanismo desconhecido impede que o vírus as infecte para fazer cópias de si mesmo. Recentemente, foi descoberta uma técnica para superar esse bloqueio, banhando as células com uma proteína derivada do SIV, um parente do HIV que infecta apenas os macacos. Usando essa técnica, os pesquisadores descobriram que, quando o HIV é forçado a entrar no núcleo das células dendríticas, as células inesperadamente reconhecem o vírus como um invasor e entram em ação para estimular uma forte resposta das células T contra o vírus.

Os pesquisadores descobriram que, o que dispara o alarme é uma proteína chamada capsídeo, que reveste o material genético do HIV. "É uma surpresa inesperada que o mecanismo de detecção das células dendríticas reconheça o capsídeo do vírus, ao invés do material genético dentro", disse o co-autor Nicolas Manel. "No entanto, adicionando elementos do capsídeo a uma vacina, pode ser possível melhorar a resposta imunológica de quem já tem o HIV ou montar uma resposta imune potente antes que o indivíduo seja infectado".

"Nós ainda não entendemos porque este sensor é acionado somente quando nós forçamos o HIV a se integrar ao genoma das células dendríticas, para fazer a sua própria cópia", acrescenta o co-autor Derya Unutmaz. "Uma possibilidade é que este mecanismo oculto de sensoriamento evoluiu para reconhecer os milhares de antigos retrovírus que nos infectaram no passado, e hoje representam quase 10% de nosso genoma. O achado é extremamente interessante, não só porque poderia levar a novos rumos na pesquisa de vacinas contra o HIV, mas também porque pode ser explorado para melhorar as vacinas contra outros vírus."

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
HIV    células dendríticas    resposta imune    Dan Littman    New York University Langone Medical Center   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.