Geral
publicado em 08/09/2010 às 16h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Peter Ilicciev/Fiocruz Multimagens
Produção industrial de medicamentos em laboratório especializado
  « Anterior
Próxima »  
Produção industrial de medicamentos em laboratório especializado

A inglesa GlaxoSmithKline (GSK) decidiu reduzir de 20% a 50% os preços de seis importantes medicamentos da companhia no Brasil. A aposta da farmacêutica é impulsionar as vendas, promovendo maior acesso a esses produtos. Essa tática também será adotada em outros países emergentes, afirmou Cesar Rengifo, presidente do laboratório no país.

No Brasil, a companhia escolheu alguns de seus produtos de inovação para essa nova estratégia de preços, como o Cervarix, vacina contra HPV oncogênico, e o Seretide, medicamento indicado no tratamento crônico de asma e de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPCO). Na lista, estão incluídos também antibióticos de referência, como o Amoxil e Clavulin, e outros remédios, como o Lamictal (antiepilético), e Imigran (combate enxaqueca).

Os medicamentos Cervarix, Amoxil e Clavulin terão redução média de 50% nos preços. O Seretide, de 30%; o Lamictal, 35%, e o Imigran, entre 20% e 40%, dependendo de sua apresentação. As novas cotações já estão em vigor. Esses medicamentos, juntos, geram receita de cerca de R$ 160 milhões. A estratégia da GSK é adotar preços mais adequado à realidade econômica de cada país, onde essa nova prática será adotada, afirmou o executivo. O Brasil foi um dos primeiros países a testar essa nova abordagem da empresa. Outra aposta é a Índia. "O país é um dos mais importantes entre os emergentes", disse Rengifo. A expectativa é elevar consideravelmente as vendas em volumes e ganhar mais espaço no mercado nacional.

Com faturamento no país de R$ 943 milhões em 2009, nas áreas farmacêutica e consumo, a companhia está otimista em relação a 2010. Rengifo estima um crescimento da ordem de 16% da GSK no país este ano, considerando que o setor deve apresentar alta entre 13% e 14%.

Com forte atuação global no segmento de vacinas, a GSK tem firmado importantes parcerias no país nesse sentido. O grupo está desenvolvendo uma vacina contra a dengue em parceria com o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que envolve recursos de ? 35 milhões. O trabalho tem se concentrado na obtenção de um imunizante e o compartilhamento de sua patente. O acordo estabelece a parceria científica entre a instituição e a GSK para o desenvolvimento tecnológico do imunizante da dengue e abre a possibilidade para futuros projetos conjuntos de vacinas contra malária e febre amarela. Essas atividades são conduzidas por um comitê gestor com representantes da farmacêutica e da instituição.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   GlaxoSmithKline    Brasil    Preço    Remédios    Tática    Emergentes   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
GlaxoSmithKline    Brasil    preço    remédios    tática    emergentes   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.