Ciência e Tecnologia
publicado em 31/08/2010 às 16h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/Healthy Food
Imagem em destaque da toranja, uma das frutas cítricas que contém alto índice de naringenina
  « Anterior
Próxima »  
Imagem em destaque da toranja, uma das frutas cítricas que contém alto índice de naringenina

Uma equipe de pesquisadores da Universidade Hebraica de Jerusalém e do Hospital Geral de Massachusetts (MGH) concluíram que a naringenina, antioxidante derivado do sabor amargo da toranja e de outras frutas cítricas, pode auxiliar o fígado a quebrar a gordura e aumentar a sensibilidade à insulina, processo que ocorre, naturalmente, durante longos períodos de jejum.

Os cientistas relatam que a naringenina ativa uma família de pequenas proteínas, chamadas de receptores nucleares, fazendo com que o fígado quebre os ácidos graxos. Na verdade, o composto parece imitar as ações de outras drogas, como o hipolipemiante fenofibrato e os anti-diabéticos rosiglitazona, e oferecer as vantagens de ambos.

Se os resultados deste estudo forem estendidos aos pacientes humanos, este suplemento alimentar poderá se tornar um marco no tratamento da dislipidemia (disfunção marcada por níveis elevados de lipídeos e lipoproteínas no sangue), diabetes tipo 2 e, talvez, da síndrome metabólica. O relatório foi publicado pela edição online da revista PLoS ONE.

"É uma descoberta fascinante", disse Yaakov Nahmias, da Universidade Hebraica de Jerusalém e autor sênior do papel. "Nós mostramos o mecanismo através do qual a naringenina aumenta duas importantes metas farmacêuticas, PPARa e PPARy, enquanto o bloqueia uma terceira, LXRa.

O fígado é o principal órgão responsável pela regulação dos níveis de carboidratos e lipídios no sangue. Após uma refeição, o sangue é lavado com açúcar, que ativam LXRa, fazendo com que o fígado crie ácidos graxos para o armazenamento de longo prazo. Durante o jejum, o processo é revertido, os ácidos graxos são liberados pelas células de gordura, ativam PPARa no fígado, e são quebrados por cetonas. Um processo semelhante, envolvendo PPARy, aumenta a sensibilidade à insulina.

"É um processo similar à dieta de Atkins, sem muitos dos efeitos colaterais", diz Martin L. Yarmush, diretor do Centro de Engenharia em Medicina do MGH e um dos autores do estudo.

O gosto amargo da toranja é causado pela presença do flavonóide naringina, que é quebrado no intestino em naringenina. Estudos anteriores já haviam mostrado que o composto tem propriedades de redução do colesterol e pode aliviar alguns dos sintomas associados com o diabetes. Os investigadores demonstraram que a substância ativa PPARa e PPARy, aumentando dramaticamente os níveis de peptídeo co-ativador de ambos, chamada PGC1a. Ao mesmo tempo, a naringenina vincula-se diretamente ao LXRa, bloqueando a sua ativação. Estes efeitos culminaram com aumento na oxidação de ácidos graxos e na inibição da produção do colesterol ruim (vLDL).

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Naringenina    Antioxindate    Frutas cítricas    Gordua    Insulina    Diabetes   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Naringenina    antioxindate    frutas cítricas    gordua    insulina    diabetes   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.