Foto Saúde
05.11.2013

Mais 215 cubanos chegam em Brasília. É a segunda fase do Mais Médicos

De acordo com o Ministério da Saúde 2,6 mil médicos chegam ao país até o fim desta semana. Outros 400 na semana seguinte

Foto: Karina Zambrana/ASCOM/MS
Hector Torrez, médico cubano integrante do Programa Mais Médicos
Hector Torrez, médico cubano integrante do Programa Mais Médicos

Um grupo de 215 médicos cubanos chegou na noite desta segunda-feira (4) para atuar no Programa Mais Médicos. Os profissionais chegaram pouco antes das 22 h e foram recebidos no Aeroporto Internacional de Brasília Presidente Juscelino Kubitschek pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Eles vão preencher vagas ociosas da segunda etapa do programa.

"Nós, medicos cubanos, estamos dispostos a ir a qualquer lugar para prestarmos serviços" disse Hector Torrez, de 49 anos e há 21 anos exercendo a medicina, que chegou empolgado para trabalhar no programa. Ariel Hernandez, que aos 38 anos tem 12 de experiência, disse que não vai ter dificuldades de comunicação. Ele ressaltou que todos os cubanos que vão atuar no Mais Médicos são generalistas e têm como foco de trabalho a prevenção de doenças crônicas e transmissíveis.

Mais 250 medicos devem chegar ainda nesta madrugada à capital. De acordo com o Ministério da Saúde 2,6 mil médicos chegam ao país até 10 de novembro. Na semana seguinte chegam mais 400 profissionais, todos cubanos. Atualmente, 3.664 profissionais participam do programa, sendo 819 brasileiros e 2.845 estrangeiros. Esses médicos estão atendendo à população de 1.098 municípios e 19 distritos indígenas, a maioria no Norte e Nordeste do país.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL