Geral
04.11.2013

Pesquisa liga psoríase à risco aumentado de doenças cardíacas

"Os resultados reforçam a importância de uma avaliação regular de fatores de risco cardiovascular em pacientes com psoríase"

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Ação da Sociedade Brasileira de Dermatologia no Parque do Carmo, zona leste de São Paulo, tira dúvidas da população sobre psoríase
Ação da Sociedade Brasileira de Dermatologia no Parque do Carmo, zona leste de São Paulo, tira dúvidas da população sobre psoríase

Pacientes com psoríase podem estar em maior risco de insuficiência cardíaca e devem passar por exames permanentes para doenças do coração.

A afirmação é de estudo apresentado durante reunião da Sociedade Europeia de Cardiologia, realizada em Amsterdam, na Holanda.

O levantamento, que analisou informações sobre a população adulta na Dinamarca, mostrou que pessoas com psoríase são mais propensas a desenvolver insuficiência cardíaca e que o risco de insuficiência cardíaca aumenta à medida que a psoríase se torna mais grave.

"Nossos resultados sublinham a importância de uma avaliação regular e tratamento de fatores de risco cardiovascular em pacientes com psoríase", disse o autor do estudo Usman Khalid. "A inflamação crônica (uma condição comum à insuficiência cardíaca e à psoríase) pode ser o elo entre as duas doenças."

A psoríase afeta 125 milhões de pessoas em todo o mundo. É um distúrbio que faz com que, ao longo da vida, manchas vermelhas escamosas se espalhem sobre a a pele.

"A psoríase deve ser considerada uma doença inflamatória sistêmica que afeta todo o corpo, ao invés de uma lesão de pele isolada", explicou Khalid. "Os médicos devem considerar rastreio precoce e tratamento dos fatores de risco cardiovascular em pacientes com psoríase ( assim com o já o fazem com a obesidade, tabagismo e sedentarismo) a fim de reduzir o risco a longo prazo de doença cardiovascular e morte."

Educar pacientes com psoríase sobre a associação entre a sua condição de pele e doenças cardíacas é fundamental para incentivá-los a adotar comportamentos saudáveis para o coração, Khalid acrescentou.

O pesquisador alerta que "embora a pesquisa tenham encontrado uma associação entre psoríase e aumento do risco de insuficiência cardíaca, ainda não prova necessariamente uma relação de causa-e-efeito.

Fonte: Isaude.net